25 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Rio tem ao menos 12 escolas privadas com aulas suspensas após casos...

Rio tem ao menos 12 escolas privadas com aulas suspensas após casos suspeitos de Covid-19, diz sindicato

Segundo a entidade que representa os professores, algumas escolas suspenderam todas as aulas, enquanto outras, apenas da turma em que houve caso suspeito. Sindicato das Escolas Particulares diz não ter sido notificado. Dentre as escolas particulares que retomaram as atividades presenciais, ao menos 12 suspenderam as aulas após casos suspeitos de Covid-19 em alunos, professores e funcionários. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (15), data em que se comemora o Dia do Professor, pelo Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro).
Alunos do Rio de Janeiro homenageiam os mestres no Dia dos Professores
Segundo o Sinpro, algumas escolas com casos suspeitos suspenderam totalmente as aulas, enquanto outras optaram por suspender a atividade presencial da turma em que a suspeita foi registrada. Confira abaixo os colégios informados pelo sindicato:
Santo Inácio
CEL – Centro Educacional da Lagoa (Barra)
Escola Parque (Barra)
Colégio QI
Corcovado
Teresiano
Suíço-Brasileiro
Escola Americana
Escola Eleva
MOPI
Barilan
Santo Agostinho
De acordo com o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe), 80% dos cerca de 2,4 mil colégios privados existentes no Rio já retomaram as atividades presenciais. Questionada a entidade que representa as escolas disse que ainda que não foi comunicada sobre casos de Covid-19 após a volta às aulas.
O que dizem as escolas
O G1 entrou em contato com 11 escolas, mas até a última atualização desta reportagem não obteve retorno da maioria. A Escola Americana também foi procurada através do telefone disponibilizado no site, mas a ligação não foi atendida. A unidade não disponibiliza e-mail para contato na sua página na internet.
Escola Eleva
“”A Escola Eleva preza pela segurança de todos os colaboradores, alunos e professores com relação ao cenário de COVID-19. Uma célula de monitoramento tem mapeado casos, orientado e informado todos os públicos internos de forma ágil e transparente. Todos os casos suspeitos são rastreados, afastados, monitorados e as famílias são informadas brevemente. Até o momento, não foram rastreados casos de transmissão dentro da escola. Todos (alunos e professores) estão divididos.”
Escola Parque
A Escola Parque disse que, desde o início do cronograma de retorno às aulas presenciais, não houve casos de coronavírus dentro do colégio. O cronograma das aulas está ocorrendo sem nenhuma alteração, segundo a escola.
VÍDEOS: as notícias do Rio mais assistidas no G1:

- Advertisement -