28.9 C
Rio de Janeiro
Home Economia Piadas, cadeiras, crianças, roupas: veja assuntos mais comentados na internet sobre o...

Piadas, cadeiras, crianças, roupas: veja assuntos mais comentados na internet sobre o home office


Longe de ser uma unanimidade, o trabalho em casa também gera reclamações e angústias entre os brasileiros. O home office foi a saída encontrada por muitas empresas para manter as atividades em meio à pandemia de Covid-19, enquanto preservam a saúde de seus trabalhadores. Mas a modalidade vem gerando discussões na internet: longe de ser uma unanimidade, o trabalho em casa também gera reclamações e angústias entre os brasileiros.
Uma pesquisa feita pela plataforma de monitoramento digital Torabit mapeou os assuntos mais comentados com o tema home office nas principais redes sociais, além de sites e portais. Foram cerca de 635 mil menções analisadas entre maio e setembro, que apontaram que, entre os assuntos comentados, estão internet, roupas, cadeiras e atividades domésticas.
G1 faz guia do home office em tempo de coronavírus
Sem surpresa, no entanto, piadas foram os assuntos mais mencionados, com 28,5% do total.
Na sequência, aparecem:
equipamentos de trabalho (15%);
produtividade (15%);
carga horária (7,5%);
internet (5,7%);
alimentação (5,2%);
reuniões (4,2%);
vestuário (3,8%);
crianças (3,6%); e
rotina (2,7%).
Menções positivas, negativas e neutras
A maioria das postagens reúne piadas ou compartilhamento de notícias a respeito do assunto, sendo que 52% são de conteúdo neutro. Outros 27% são de conteúdo positivo e defendem a ideia de continuação do trabalho remoto, com elogios ou defesa da prática, enquanto 21% são negativos, com reclamações, principalmente relacionadas a trabalho doméstico, carga horária e qualidade de conexão.
Menções sobre o home office
Economia G1
Os temas que geraram maior percentual de menções positivas foram vagas de emprego (80%), vestuário (75%) e legislação (50%). Já os que produziram mais críticas foram trabalho doméstico (67%), internet (62%), saúde (60%) e carga horária (59%).
Os estados com mais posts sobre o assunto foram São Paulo (28%), Rio de Janeiro (18%), Minas Gerais (8%), Paraná (6%) e Rio Grande do Sul (5%).
A maior parte das menções foi feita por mulheres, com quase 56% do total de posts.
Nuvem de palavras com menções sobre relacionadas ao home office
Divulgação
Veja as menções por assuntos
Equipamentos de trabalho
Em relação aos equipamentos de trabalho em casa, a cadeira foi o item mais citado. As menções relatam problemas na coluna provocados por equipamentos inadequados, como cadeiras e mesas menores que o ideal. Alguns usuários falaram sobre iniciativas de empresas que ajudaram a montar os escritórios em casa. Outros mencionam que o home office ideal é com uma cadeira gamer.
Produtividade
As menções sobre produtividade ficaram divididas nas redes. Um grupo de usuários diz não ter produtividade no trabalho em casa, pois acredita que o ambiente não proporciona foco e rendimento. Já outro grupo relatou conseguir produzir bem mais em casa e em menos tempo do que no dia a dia no escritório.
As principais reclamações em relação à produtividade em casa dizem respeito à quantidade de reuniões e às questões domésticas, como a preparação das refeições, a organização da rotina, a limpeza e os cuidados com filhos.
Initial plugin text
Carga horária
Das menções à carga horária de trabalho, 59% foram negativas. Usuários relataram trabalhar mais no regime de home office. Uma reclamação recorrente é que as empresas não respeitam os horários de entrada e saída nem os de intervalo.
Initial plugin text
Internet
No assunto internet, as menções negativas foram destaque, com 62% do total, principalmente em virtude de reclamações por instabilidade na rede ou queda no serviço, o que impossibilita o cumprimento das funções.
Initial plugin text
Vestuário
O home office trouxe um novo debate sobre a vestimenta ideal para o trabalho. Usuários ficaram divididos entre os que se arrumam como se fossem para o escritório e os que preferem usar roupas do dia a dia ou até pijamas. A não obrigatoriedade de se arrumar foi vista como positiva pela maioria das pessoas. As mulheres também aproveitaram para fazer postagens sobre a libertação do uso de sutiã durante o trabalho remoto.
Initial plugin text
Vagas
A divulgação de vagas em regime de home office foi muito compartilhada nas redes sociais. Usuários utilizaram os canais digitais para divulgar processos seletivos e também para procurar vagas entre seguidores.
Legislação
As menções sobre as mudanças necessárias nas relações trabalhistas também ganharam destaque. Há comentários sobre a falta de regras e de fiscalização do trabalho remoto.
Trabalho doméstico
Os comentários sobre os cuidados com a casa foram em sua maioria negativos (67%). Há relatos de cansaço com a dupla jornada de atividades, pois, além do trabalho do dia a dia, é necessário cuidar da alimentação e da limpeza da casa, o que muitas vezes é realizado no intervalo da jornada.
Saúde
No caso do assunto saúde, a maior parte das menções é relacionada a reclamações por estresse ou dores nas costas por conta de falta de mesa e de cadeira adequadas.
Initial plugin text
Assista à live Agora é Assim? sobre trabalho pós-pandemia:

- Advertisement -