23.5 C
Rio de Janeiro
Home Economia Restaurantes inovam para superar a crise e reconquistar clientes

Restaurantes inovam para superar a crise e reconquistar clientes


Mesmo com a reabertura dos estabelecimentos, a retomada do setor tem sido lenta. Quem mantém o modelo tradicional, precisa gerar confiança no consumidor. Restaurantes buscam alternativas para sobreviver durante a crise do coronavírus
Reprodução TV Globo
Donos de restaurantes estão sofrendo para reconquistar os clientes durante a pandemia do coronavírus. Mesmo com a reabertura e seguindo as medidas de segurança, a retomada do setor tem sido lenta.
Desde o início da pandemia, 200 mil restaurantes e similares fecharam as portas no país, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Além disso, 85% dos estabelecimentos estão faturando bem menos do que antes da crise.
Inovar e chegar ao cliente de outras maneiras é o caminho para retomar o movimento, dizem empresários do setor.
Experiência culinária digital
Sem perspectiva de faturamento da sua empresa de turismo de experiência, o empresário Ed Moraes criou um projeto para promover refeições à distância.
Os ingredientes chegam embalados para os clientes, que cozinham nas suas casas, em um encontro com um chef renomado por videoconferência.
O premiado chef Victor Dimitrow aderiu às aulas virtuais. O restaurante físico continua, mas agora com limitação de clientes. “A gente está com seis mesas no salão, atendendo no máximo 16 pessoas. As mesas antigamente não tinham nem 10 centímetros de distância”, conta Victor.
Experiência culinária digital oferece aula com chef renomado
Cozinha virtual
Os gastos com aplicativos de entrega de comida dobraram desde o início do ano. E quem ganhou com isso foram as cozinhas virtuais, uma novidade no mercado.
Esse modelo de negócio também é conhecido como cozinha escondida, ou dark kitchen. É um restaurante que não recebe clientes, só trabalha com entregas.
“É uma tendência e o foco é a exploração do delivery. Não tem salão, atendimento presencial, nem o take away pra retirar. O foco é ter várias culinárias num lugar só”, explica a consultora de alimentação e hotelaria, Heloísa Duarte.
O empresário Raphael Bonzanini tinha três restaurantes de salão em São Paulo. Fechou tudo para montar seis cozinhas virtuais multimarcas, duas próprias e quatro franqueadas. A rede já cresceu 25% desde que a pandemia começou.
Cozinha virtual reúne várias marcas e é tendência no setor de restaurantes
Novo normal
Para os empresários que continuam com o modelo tradicional de atendimento, a Abrasel dá dicas:
Reduzir os custos;
Renegociar com fornecedores e locadores;
Fazer promoções;
Se possível, implantar delivery próprio perto do restaurante, para fugir das altas taxas cobradas pelas plataformas de entrega.
O restaurante grego do empresário Ronaldo Poiatti continua com o movimento fraco e queda de 70% na receita. Mas ele tem investido em outro ponto importante nesse momento: gerar confiança para o consumidor.
Ronaldo comprou uma máquina de lavar louça a alta temperatura, jogos americanos descartáveis, sacos para embalar talheres e disponibilizou um funcionário só para esterilizar utensílios.
Confira as estratégias de restaurantes para superar a crise causada pela pandemia
Conheça empreendedores que estão superando a crise

- Advertisement -