22 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Corpo de jovem morto por bala perdida no Catumbi é enterrado

Corpo de jovem morto por bala perdida no Catumbi é enterrado


Caio Gomes Soares, de 23 anos, foi atingido dentro de casa, no Catumbi, e morreu nos braços da irmã. Sob forte comoção de amigos e familiares, corpo de jovem morto por bala perdida na Catumbi é enterrado
André Coelho/GloboNews
O corpo de Caio Gomes Soares, morto após ser atingido por uma bala perdida dentro de casa, foi enterrado por volta das 16h desta terça-feira (20), no Cemitério do Catumbi, na Zona Norte do Rio. No enterro, o clima era de comoção entre amigos e familiares.
O jovem, de 23 anos, havia acabado de levantar da cama para pegar um suco, por volta das 7h, quando uma bala o atingiu depois de atravessar um armário do quarto. Ele morreu na hora, nos braços da irmã, de 24 anos.
Formado em Educação Física, Caio Gomes Soares foi baleado e morto dentro da própria casa, segundo a Delegacia de Homicídios da Capital.
Reprodução
A mãe do jovem, a empregada doméstica Maria José Andrade, contou emocionada que está com o “coração arrasado”.
“Caio era um menino muito alegre. Onde ele chegava, ele roubava a cena. A alegria dele contagiava todo mundo (…). Hoje, eu estou aqui no chão. Quem está falando aqui é uma mãe com o coração arrasado, mas que Deus vai dar muita força”, disse Maria José.
Caso e investigação
Após a morte do jovem, a Polícia Militar informou que uma equipe atendia a um chamado do 190 no Morro da Coroa, e que teria um policial dentro da favela. Quando chegaram no local, a corporação alega que os PMs foram recebidos a tiros por criminosos.
A Polícia Civil comunicou que a Delegacia de Homicídios da Capital fez uma perícia na casa de Caio Gomes e que está investigando o caso.
Em nota, a Subsecretaria de Vitimados do Rio de Janeiro informou que ofereceu atendimento psicológico e social para a família de Caio, e que uma equipe segue acompanhando o caso.
Bloco de carnaval faz homenagem
O Bloco Estratégia fez uma homenagem nas redes sociais a Caio, que era estudante de educação física da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). O grupo postou:
“Hoje nos despedimos de um batuqueiro muito querido, tocava o seu terceirinha com um sorriso e uma atenção que não tem igual. Ainda bem que tivemos alguns anos juntos, que vão ficar na memória de toda a família Estratégia. Ficam as histórias dos carnavais que compartilhamos e a esperança de que, algum dia, isso não seja uma ocorrência normal na cidade do Rio de Janeiro. Muito axé para toda a família e amigos. Será pra sempre um Estratégico”.

- Advertisement -