25.3 C
Rio de Janeiro
Home Economia Dólar opera em alta nesta terça-feira

Dólar opera em alta nesta terça-feira


Na véspera, moeda norte-americana encerrou o dia em baixa de 0,77%, cotada a R$ 5,5997. O dólar opera em alta nesta terça-feira (20), com o aumento dos casos de covid-19 na Europa preocupando os investidores diante das restrições em vários países, e o impasse político persistente nos EUA, que impede a aprovação de um novo pacote de estímulo fiscal que ajude a sustentar a recuperação econômica.
Às 9h25, a moeda norte-americana subia 0,44%, vendida a R$ 5,6255. Veja mais cotações.
No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 0,77%, vendida a R$ 5,5997. No mês, passou a ter queda de 0,33%. No ano, tem valorização de 39,65%.
Por que o real é a moeda que mais desvalorizou em 2020
Cenários
Pandemia volta a crescer na Europa e países tomam novas medidas de contenção
Os mercados estão na expectativa de que os parlamentares de Washington serão capazes de resolver suas diferenças para que um projeto de estímulo econômico seja aprovado antes das eleições presidenciais de 3 de novembro.
A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, vão conversar novamente nesta terça-feira, depois que uma conversa telefônica de 53 minutos na segunda-feira “continuou a estreitar suas diferenças” sobre o pacote de ajuda pelo coronavírus, disse um porta-voz de Pelosi no Twitter.
Há ainda preocupações em relação a restrições por causa da segunda onda de coronavírus na Europa. A Irlanda anunciou restrições relacionadas à Covid-19 na segunda-feira, enquanto Itália, Espanha e Reino Unido também impuseram limitações para barrar a propagação de novos casos de coronavírus, que agora ameaça prejudicar uma recuperação econômica emergente.
No cenário local, incertezas crescentes sobre como o governo financiaria seu programa de auxílio econômico sem furar o teto de gastos, aprofundadas pelo atraso das reformas em meio à pandemia, ainda dominam as atenções dos investidores.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse no final da semana passada que a possibilidade de extensão do estado de calamidade pública “não existe”, e defendeu que uma melhora na regulamentação do teto de gastos é mais importante do que a instituição de um novo programa de renda mínima, este perseguido pelo presidente Jair Bolsonaro.
Variação do dólar em 2020
G1
Assista às últimas notícias de economia

- Advertisement -