23.7 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Esgoto e microalgas tingem de verde lagoas da Zona Oeste do Rio;...

Esgoto e microalgas tingem de verde lagoas da Zona Oeste do Rio; biólogo sugere interditar praias


Instituto Estadual do Ambiente (Inea) confirmou o fenômeno, mais comum durante o verão. Prefeitura e governo do RJ não se entendem sobre responsabilidades. Lagoas da Barra estão com coloração esverdeada por conta de proliferação de algas
O Complexo Lagunar da Barra da Tijuca está verde. Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a água adquiriu essa tonalidade por causa da proliferação de microalgas que crescem no esgoto e a uma determinada temperatura.
O fenômeno é mais comum no verão, quando o calor acelera a multiplicação das cianobactérias, mas este ano a água esverdeada já apareceu no início da primavera.
Esses micro-organismos podem causar hepatite, alerta o biólogo Mário Moscatelli.
“A gente quer identificar quais são as espécies que estão explodindo demograficamente para encaminhar esses resultados para os órgãos ambientais e, se necessário, pedir a interdição da praia”, disse.
Proliferação de algas aumentou mais cedo nas lagoas da Barra
Reprodução/ TV Globo
“Normalmente, essa água já leva bastante esgoto para a praia. Se a gente identificar cianobactérias tóxicas aí, a situação fica mais grave ainda”, emendou Moscatelli.
O RJ1 navegou pelos canais e encontrou forte cheiro de esgoto, além de pneus, madeira e móveis boiando no espelho d’água.
“Infelizmente, estamos no século 21 e o Rio de Janeiro sofre com uma antiga chaga: falta de saneamento universalizado”, disse o biólogo.
O que dizem as autoridades
A Prefeitura do Rio disse que cabe à Cedae autuar as comunidades onde haja despejo de esgoto nas lagoas.
Já a Cedae disse que não é responsável pela fiscalização do crescimento desordenado no entorno das lagoas da Bacia de Jacarepaguá.
VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias

- Advertisement -