23.7 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Polícia Civil e OAB investigam caso de agressão a idoso no Cais...

Polícia Civil e OAB investigam caso de agressão a idoso no Cais Aterrado, em Volta Redonda


Dois funcionários do hospital foram afastados e uma sindicância interna foi aberta para apurar o caso. Segundo a polícia, o paciente deu entrada na unidade médica com transtornos psiquiátricos. Idoso deu entrada na unidade médica de Volta Redonda com transtornos psiquiátricos e foi agredido durante internação
Reprodução
Dois funcionários do Hospital Dr. Nelson dos Santos Gonçalves, antigo Cais Aterrado, em Volta Redonda, no Sul do Rio de Janeiro, estão sendo investigados por suspeita de agressão a um paciente idoso. Eles foram inicialmente afastados das funções e a Polícia Civil está acompanhando o caso junto com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Segundo a polícia, o paciente, identificado como Paulo Sérgio Andrade, tem 65 anos e sofre de transtornos psiquiátricos. Na segunda-feira (19) ele teve uma crise de perseguição na rua e foi levado para a unidade médica por uma equipe do Corpo de Bombeiros.
Após a internação do paciente, a polícia recebeu uma denúncia anônima dizendo que ele havia sido amarrado e agredido pelos funcionários do hospital. A família do idoso informou que ele sofre de esquizofrenia.
O caso chegou até a Comissão de Direitos Humanos da OAB, que esteve no Cais do Aterrado juto com a Polícia Civil para apurar os fatos.
Segundo o presidente da OAB de Volta Redonda, Marcelo Shad, o paciente foi ouvido pela comissão após o caso.
“Chegando no local, conseguimos identificar o senhor e ele nos relatou, de forma precisa, que foi agredido, inclusive trazendo detalhes dessa agressão e da forma como ela ocorreu. Diante dessa informação e juntamente com os policiais foi feito um registro na delegacia e os fatos vão ser apurados”, explicou.
Os funcionários foram identificados e afastados. Segundo a Polícia Civil, eles seriam ouvidos nesta terça. Um inquérito foi aberto e está sendo analisado.
O idoso vai passar por exame de corpo de delito para confirmar a agressão. Ele segue internado na unidade médica.
Em nota, a OAB informou que em entrevista com o paciente ele informou de forma precisa que foi atingido por socos em seu rosto quando estava deitado em uma maca. Informou ainda que a conduta dos funcionários que se encontravam de plantão no dia dos fatos.
Sobre o caso, a Secretaria de Saúde de Volta Redonda informou em nota que o paciente deu entrada no setor psiquiátrico e que, em determinado momento, teria tentado agredir duas funcionárias do Cais e precisou ser contido.
Disse ainda que uma sindicância interna foi aberta para apurar o caso e que, caso seja comprovada a agressão, os autores serão responsabilizados.

- Advertisement -