23 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Bandidos impedem reparo de vazamento de gás em condomínio na Pavuna para...

Bandidos impedem reparo de vazamento de gás em condomínio na Pavuna para impor venda de botijões


Funcionários da Naturgy dizem que foram ameaçados de morte por bandidos e impedidos de trabalhar. Cerca de 3.800 apartamentos e 12 mil moradores estão sem gás desde segunda (19). Moradores de condomínio na Pavuna, na Zona Norte do Rio, estão sem gás por causa de interferência do crime organizado
Reprodução/ TV Globo
Moradores de um condomínio na Pavuna, na Zona Norte do Rio, estão sem gás desde segunda-feira (19) por causa de um vazamento. A concessionária foi chamada para fazer o conserto, mas os funcionários foram ameaçados de morte por bandidos e impedidos de trabalhar.
Traficantes e milicianos cortam internet de moradores no RJ para cobrar pelo serviço
Os moradores denunciam que os criminosos querem explorar a venda de botijões de gás no condomínio. Ao todo, cerca de 12 mil moradores estão sem gás. São cerca de 30 prédios e 3.800 apartamentos, localizados próximo ao Complexo do Chapadão.
Em nota, a concessionária disse que pediu apoio ao batalhão da Polícia Militar para fazer o reparo, mas segundo a empresa, a polícia informou que não seria possível garantir a segurança dos técnicos naquela área. Os técnicos da Naturgy prestaram queixa na 39ª DP (Pavuna).
Confira abaixo alguns relatos:
“Entramos em contato com a fornecedora, que é a empresa Naturgy. Eles comunicaram aos moradores que houve um vazamento de gás e, devido a isso, o abastecimento daqui foi fechado”.
“Eles informaram que iam efetuar os procedimentos de reparo, só que foram abordados por bandidos daqui da comunidade do Chapadão e, devido a isso, não conseguiram fazer o reparo. E por consequência estamos até agora sem abastecimento de gás”.
“E aqui é um conjunto, né, de apartamentos. Na realidade isso aqui é uma cidade, né, o Village Pavuna, né? Sendo que tá sendo tomada pelos traficantes, né?”
Os moradores tiveram que comprar quentinhas porque não conseguem cozinhar.
Traficantes e milicianos cortam internet de moradores
Na terça-feira (20), o RJ2 mostrou que traficantes e milicianos estão interrompendo o serviço de internet de moradores e assumindo o controle da distribuição de sinal em várias regiões do Rio de Janeiro.
Os criminosos cortam os cabos e, depois, o sinal some. Em seguida, aparecem empresas desconhecidas que oferecem um sinal de baixa qualidade.
“O dono dessa internet que tá aqui, agora, é da milícia! Eles [os milicianos] tiraram as outras que estavam aqui dentro. Tinha outras operadoras aqui dentro. Tudo legalizado, direitinho, e eles tiraram o cara porque eles queriam que os “cara” pagassem R$ 32 mil por mês pra eles ficarem aqui”, denunciou um morador que pediu para não ser identificado.
Segundo o relato, as empresas que prestavam o serviço legalizado não aceitaram a tentativa de extorsão, e então foram expulsas pelos criminosos. Além disso, o morador contou que o sinal clandestino é de pior qualidade.
VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias:

- Advertisement -