27.2 C
Rio de Janeiro
Home Economia Dólar abre em queda de olho em negociações sobre pacote de estímulo...

Dólar abre em queda de olho em negociações sobre pacote de estímulo nos EUA


Na terça-feira, moeda norte-americana fechou em alta de 0,22%, a R$ 5,6122. Notas de dólar
Gary Cameron/Reuters
O dólar abriu em queda nesta quarta-feira (21), com os investidores à espera de uma definição sobre um novo pacote de estímulos fiscais nos EUA, enquanto que na cena local o foco segue na busca de sinais sobre a trajetória de recuperação da saúde econômica e fiscal do brasil.
Às 9h05, a moeda norte-americana caía 0,55%, vendida a R$ 5,5815. Veja mais cotações.
Na terça-feira, o dólar fechou em alta de 0,22%, a R$ 5,61221 Na parcial do mês, acumula queda de 0,11%. No ano, tem valorização de 39,96%.
Por que o real é a moeda que mais desvalorizou em 2020
Cenários
Na véspera, a presidente da Câmara dos Deputados americana, a democrata Nancy Pelosi, disse que houve avanço na conversa com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, mas a negociação sobre um novo pacote de estímulos fiscais nos EUA continuará nesta quarta, ultrapassando o prazo estabelecido por ela, que vencia ontem.
O governo de Donald Trump propôs uma quantia de US$ 1,8 trilhão em ajuda, enquanto os democratas estão pressionando por US$ 2,2 trilhões.
No cenário local, incertezas crescentes sobre como o governo financiaria seu programa de auxílio econômico sem furar o teto de gastos, aprofundadas pelo atraso das reformas em meio à pandemia, também seguem no radar dos investidores.
Na agenda de indicadores, a prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) apontou que o setor pode ter alcançado em outubro seu maior nível desde 2011.
A equipe da LCA destacou em relatório que resultados recentes sugerem que o desempenho da economia no 3º trimestre foi melhor do que o inicialmente esperado, mas que a melhora das perspectivas para 2021 depende da superação de vários fatores de risco. “A redução do auxílio emergencial e as restrições fiscais para reforçar programas de transferência de renda tendem a limitar o fôlego do consumo, também contido pela aceleração da inflação (sobretudo de alimentos)”, avalia.
EUA oferecem US$ 1 bilhão a projetos para convencer o Brasil a não comprar a tecnologia chinesa de 5G
Variação do dólar em 2020
G1
Assista às últimas notícias de economia

- Advertisement -