- Advertisement -
26 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Governo do RJ suspende campanha de mamografia sem agendamento

Governo do RJ suspende campanha de mamografia sem agendamento

Decisão foi tomada após o Rio Imagem não dar conta da demanda de pacientes, que aumentou com campanha de prevenção ao câncer de mama. Consultas agora precisam ser agendadas. Secretaria de Saúde do Estado decide que só serão atendidos pacientes com hora marcada no Rio Imagem
O Governo do Estado do Rio de Janeiro suspendeu a campanha de mamografia gratuita e sem agendamento. A decisão foi tomada pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio após o Rio Imagem não dar conta da demanda de pacientes, que passaram a procurá-lo em maior número depois do início da campanha de prevenção ao câncer de mama promovida pelo próprio Estado durante o Outubro Rosa.
Nesta terça-feira (20), o Bom Dia Rio mostrou que mulheres passaram até 12 horas na fila, aguardando para fazer o exame de mamografia.
Agora, as consultas precisarão ser agendadas novamente pelo telefone (21) 2212-7400.
No entanto, as pacientes que estiveram nesta quarta-feira (21) no Rio Imagem foram pegas de surpresa com a decisão.
“Cheguei aqui e me disseram que o atendimento precisava ser agendado. Eles me deram um papel com um telefone para agendamento. Liguei várias vezes, mas ninguém atende”, lamentou a paciente Patrícia Mesquita.
“Sou paciente da Mastologia do Hospital Cardoso Fontes. Devido à pandemia, todo o nosso tratamento ficou parado. Com muito sacrifício, consegui um encaminhamento e fui fazer o exame de mamografia na campanha Outubro Rosa, no Rio Imagem. Eu passei 14 horas ali dentro – desse total, oito horas no sol. Consegui fazer o exame, mas foi um desrespeito, terrível, um constrangimento”, reclamou a paciente Cecília Andrade.
Além do problema no atendimento, os funcionários do Rio Imagem informaram que o salário está atrasado.
Segundo a Secretaria de Saúde, o dinheiro já foi repassado para a Organização Social responsável pelo centro de atendimento. O pagamento deverá ser regularizado até sexta-feira (23).
Paciente não consegue fazer mamografia em Duque de Caxias
Mamografias em queda
O número de mamografias realizadas no estado do Rio teve uma queda de 52% este ano , em comparação com o ano passado. O levantamento é da Sociedade Brasileira de Mastologia.
Muitas unidades de saúde deixaram de realizar atendimentos e outros, como os da Prefeitura de Caxias, informaram que reduziram os exames.
“Ano passado, de janeiro a julho, foram realizados no estado do Rio, 97 mil mamografias na população entre 50 e 69 anos. Este ano, no mesmo período, esse número caiu para pouco menos de 47 mil exames. O que observamos agora no Rio Imagem é resultado dessa demanda reprimida, que só aumentou durante a pandemia”, explicou o presidente regional da Sociedade Brasileira de Mastologia, Rafael Machado.
Segundo ele, no ano passado, esperava-se realizar mais de um milhão de mamografias em pacientes cujas idades variam entre 50 e 69 anos no estado do Rio. No entanto, apenas 14,5 % desse total foram feitos – pouco mais de 170 mil mamografias.
“Muitos municípios não têm mamógrafos – a maioria dos aparelhos está concentrada na capital”, afirmou.
VÍDEOS: Os mais assistidos no G1 nos últimos dias:

- Advertisement -