23.7 C
Rio de Janeiro
Home Economia Petróleo recua com indicação de queda da demanda por gasolina nos EUA

Petróleo recua com indicação de queda da demanda por gasolina nos EUA


Os contratos operaram em queda desde o começo do dia e ampliaram as perdas após a divulgação de dados oficiais do Departamento de Energia dos Estados Unidos. Contratos futuros do petróleo fecharam em queda acentuada nesta quarta-feira
Gregory Bull, File/AP
Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda acentuada nesta quarta-feira (21), pressionados por um relatório semanal amplamente negativo do Departamento de Energia dos Estados Unidos (DoE, na sigla em inglês).
O contrato do petróleo Brent para dezembro fechou em queda de 3,31%, a US$ 41,73 por barril, na ICE, em Londres, enquanto o do petróleo WTI para o mesmo mês recuou 4,00%, a US$ 40,03 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York.
Mesmo que os estoques de petróleo bruto tenham caído na semana passada, o relatório do DoE indicou que a demanda por gasolina caiu mais uma vez na semana passada, indicando que a segunda onda de Covid-19 nos EUA pode estar afetando mais uma vez a recuperação da demanda no país.
Além disso, os estoques de gasolina também subiram o correspondente a 1,895 milhão de barris na semana passada, a 227,016 milhões de barris, ante expectativa de queda de 1,5 milhão de barris no período.
Os contratos do petróleo operaram em queda desde o começo do dia, pressionados pelos dados de estoques divulgados na terça (20) pelo Instituto Americano de Petróleo (API), mas ampliaram bastante as perdas após a divulgação dos dados oficiais do DoE.
Com as perdas desta quarta-feira, ambas as referências do petróleo apagaram não apenas os ganhos que vinham acumulando na semana, mas passaram a terreno negativo também no acumulado de outubro. Os contratos recuam mais de 2% na semana e mais de 0,5% no mês.

- Advertisement -