25.5 C
Rio de Janeiro
Home Economia Confiança do comércio cresce 10,5% em outubro e volta ao patamar de...

Confiança do comércio cresce 10,5% em outubro e volta ao patamar de otimismo, diz CNC

Perspectiva de contratação de funcionários chegou ao maior nível em cinco meses. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), teve crescimento de 10,5% entre setembro e outubro de 2020, para 103,1 pontos. A queda foi de 15,1% na comparação com outubro do ano passado.
Contratação de temporários para o Natal será a menor em cinco anos, prevê CNC
Pela primeira vez em seis meses, o índice volta ao patamar de otimismo, acima dos 100 pontos. De acordo com a entidade, foram recuperados 36,5 pontos desde junho, quando o indicador registrou o pior resultado da série histórica.
“Mesmo no contexto de pandemia, as perspectivas são de melhor desempenho do varejo no último trimestre, que será favorecido pelo aumento do faturamento com datas como a Black Friday e o Natal”, informou o presidente da CNC, José Roberto Tadros, em comunicado.
Segundo a CNC, o índice de satisfação de comerciantes com as condições atuais teve aumento importante, chegando a 71,9 pontos. Foram três meses de aumento, renovado pela alta de 27,9% em outubro. Ainda assim, o comparativo com 2019 ainda está 25,4% menor que outubro passado.
As perspectivas em relação à economia melhoraram 37,7% no mês em relação a setembro, chegando a 57 pontos. A queda desse item durante a pandemia foi de 90 pontos.
Contratação de temporários vai exigir novas habilidades para esse Natal
O indicador de expectativas para o curto prazo segue em campo positivo, com 147,7 pontos. Em outubro, avançou 4,9%, pelo quarto mês consecutivo. Inclusive, as intenções de investimento subiram 8,2%, em terceira alta seguida e acumulando 89,7 pontos.
A contratação de funcionários retornou ao azul, com 117,1 pontos e 14,2% de aumento. É o maior nível em cinco meses.
“A proporção de empresários do varejo que afirmaram ter pretensão de aumentar o quadro de funcionários cresceu novamente este mês, passando de 50,6%, em setembro, para 65%, em outubro”, indica em nota Izis Ferreira, economista da CNC responsável pela pesquisa.
Por outro lado, o indicador de estoques foi o único a ter redução em outubro, com queda de 1%.
VÍDEOS: Últimas notícias de Economia
m

- Advertisement -