23 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Homem apontado como matador da milícia de Ecko é preso em Itaguaí

Homem apontado como matador da milícia de Ecko é preso em Itaguaí

Gil Jorge Santos de Aquino Júnior, conhecido como Da Cova, respondia a Danilo Dias Lima, o Tandera, braço direito do chefe da maior milícia do estado. Outros oito foram presos. Polícia prende chefe de milícia de Chaperó, em Itaguaí
A Polícia Civil do RJ prendeu nesta quinta-feira (22) nove suspeitos de integrar uma das franquias da milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, a maior do estado.
O braço do grupo paramilitar alvo na operação desta quinta age em Itaguaí e em Seropédica, na Região Metropolitana.
Um dos nove pegos é apontado como o principal matador da franquia. Gil Jorge Santos de Aquino Júnior, o Da Cova, foi preso em casa, em Itaguaí.
Homem apontado como chefe da milícia em Itaguaí está entre os mortos em tiroteio
Polícia mata 12 suspeitos em operação contra a milícia em Itaguaí
Polícia e Receita apreendem 168 mil aparelhos para acesso a canais de TV de forma clandestina no RJ
Da Cova é considerado homem de confiança de Danilo Dias Lima, o Tandera, braço direito de Ecko. O suposto matador foi preso por policiais do Departamento-Geral de Polícia Especializada e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco).
Entre os crimes investigados pela força-tarefa estão:
cobranças irregulares de taxas de segurança e de moradia;
instalações de centrais clandestinas de TV a cabo;
armazenamento e comércio irregular de botijões de gás e água;
parcelamento irregular de solo urbano;
exploração de construções irregulares;
comercialização de produtos falsificados;
contrabando;
descaminho;
exploração do transporte alternativo irregular;
controle de estabelecimentos comerciais para lavagem de dinheiro.
O Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 10 mil pra quem tiver informações que levem à prisão de Ecko.
Doze suspeitos mortos
Confronto entre polícia e milicianos deixa 12 bandidos mortos no Rio
Na semana passada, um dos chefes da milícia em Itaguaí foi morto em um tiroteio entre suspeitos e policiais na Rodovia Rio-Santos.
O ex-PM Carlos Eduardo Benevides Gomes, o Cabo Benê, era um dos homens mais procurados do estado. Além dele, outros 11 suspeitos foram mortos.
O grupo estava em um comboio que foi interceptado por uma força-tarefa criada para garantir a segurança das eleições no RJ.
VÍDEOS: as notícias mais assistidas do G1 nos últimos 7 dias:

- Advertisement -