27.3 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Mesmo com campanha do Outubro Rosa, mulheres contam que não conseguem marcar...

Mesmo com campanha do Outubro Rosa, mulheres contam que não conseguem marcar mamografias no Rio Imagem

Pacientes dizem que não conseguem falar com central. Secretaria Estadual de Saúde informou que, até quarta (21) foram realizados mas de 3 mil exames de mamografia na campanha. Mulheres contam que não conseguem marcar mamografia no Rio Imagem
Mulheres que precisam fazer mamografia contam que não estão conseguindo marcar exames no Rio Imagem, centro de diagnósticos da Secretaria Estadual de Saúde do Rio, mesmo com a campanha do Outubro Rosa.
“Fiz várias tentativas de ligações para o Rio Imagem pela manhã. Não consegui, só dava ocupado direto e eu preciso marcar mamografia. É um descaso danado. Eles liberam o telefone e o telefone não funciona”, disse a paciente Luciene Bernardo.
Outras pacientes têm relatos semelhantes.
“Hoje liguei o dia todo e não consegui. O telefone só dava ocupado. Eu preciso fazer esta mamografia com urgência. Estou com o pedido do médico aqui”, afirmou Maria Lúcia Mota.
Elas afirmam que faltam informações.
“Eu saí de casa 4h da manhã, sozinha. Eu tenho 69 anos para chegar aqui e não conseguir nada. Para ficarem mandando ligar. Só que você liga e ninguém atende”, ressaltou outra paciente, que estava na porta do Rio Imagem.
A Secretaria Estadual de Saúde informou que, até quarta (21) foram realizados mas de 3 mil exames de mamografia na campanha do mês de combate ao câncer de mama. E que foram agendados 527 exames pelo telefone da instituição.
No começo do mês, em apoio à Campanha Outubro Rosa, o Rio Imagem anunciou que ofereceria exames de mamografia de forma gratuita para mulheres e sem necessidade de agendamento. A procura foi maior do que o esperado.
A unidade passou a não dar conta da demanda de pacientes. Algumas relatavam que chegaram a esperar mais de 12 horas na fila.
A campanha que incentiva a realização do exame de mamografia é voltada para mulheres com idades entre 50 e 69 anos.
Na quarta, o Governo do Estado do Rio de Janeiro suspendeu a campanha de mamografia gratuita e sem agendamento.
Na manhã desta quinta (22), apenas as pacientes com horário marcado estavam sendo atendidas. Mesmo assim, muitas chegaram a ir até a sede do serviço em busca de atendimento sem hora estabelecida.
“Eu estava vindo a semana toda. Mas como estava muito cheio, eu deixei para vir hoje. E agora falaram que tem que agendar”, contou a ambulante Marileide da Conceição.
Mamografias em queda
O número de mamografias realizadas no estado do Rio teve uma queda de 52% este ano , em comparação com o ano passado. O levantamento é da Sociedade Brasileira de Mastologia.
Muitas unidades de saúde deixaram de realizar atendimentos e outros, como os da Prefeitura de Caxias, informaram que reduziram os exames.
“Ano passado, de janeiro a julho, foram realizados no estado do Rio, 97 mil mamografias na população entre 50 e 69 anos. Este ano, no mesmo período, esse número caiu para pouco menos de 47 mil exames. O que observamos agora no Rio Imagem é resultado dessa demanda reprimida, que só aumentou durante a pandemia”, explicou o presidente regional da Sociedade Brasileira de Mastologia, Rafael Machado.
Segundo ele, no ano passado, esperava-se realizar mais de um milhão de mamografias em pacientes cujas idades variam entre 50 e 69 anos no estado do Rio. No entanto, apenas 14,5 % desse total foram feitos – pouco mais de 170 mil mamografias.
“Muitos municípios não têm mamógrafos – a maioria dos aparelhos está concentrada na capital”, afirmou.
Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

- Advertisement -