- Advertisement -
29.1 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Coronavírus: Cinema Estação fechará salas até janeiro

Coronavírus: Cinema Estação fechará salas até janeiro

Preocupado com o aumento de internações por Covid-19, o Grupo Estação de Cinema resolveu fechar as salas até que os números da pandemia voltem a baixar na cidade.

+ Covid-19: Rio registra mais 3 340 novos casos da doença

Nesta quinta (10), não haverá estreias de filmes. O Rio Fantastik, Festival Internacional de Cinema Fantástico, seguirá em cartaz até domingo (13).

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

De acordo com Adriana Rattes, diretora e sócia-fundadora do grupo, que tem salas em Botafogo e na Gávea, o público que frequenta o cinema é consciente e, nos últimos dois fins de semana, houve uma queda brusca de frequentadores.

O festival de cinema fantástico, que dá visibilidade a novos talentos e profissionais já consagrados no gênero terror, homenageia, este ano, Júlio Shimamoto, mestre da técnica chiaroscuro em histórias em quadrinhos. Cultuado desde os anos 70, Júlio é um pilar das narrativas de horror e influenciou gerações de desenhistas. As sessões do festival, que também exibirá clássicos e filmes cultuados, acontecem no Estação Net Botafogo 3.

+ Eduardo Paes diz que não pediu vacina para Doria

A mostra competitiva, com curadoria do crítico e pesquisador Carlos Primati, tem quatro longas e quatro curtas na disputa pelo troféu Cramulhão. A mostra Clássicos Pandêmicos, com curadoria de Mario Abbade, demonstra que a temática de pandemias causadas por vírus já estava na pauta dos estúdios bem no início de Hollywood, antes desta se tornar a Meca do cinema. A mostra reúne clássicos com astros como Greta Garbo, Bette Davis, Henry Fonda, e cineastas como John Ford, Elia Kazan, Robert Wise, George Cukor e William Wyler.

+ Museu da Maré faz ‘vaquinha’ on-line para reformar espaços

Continua após a publicidade

- Advertisement -