- Advertisement -
28.3 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Os highlanders estão aí

Os highlanders estão aí

Ontem falei aqui na coluna sobre hightlanders e, para prestigiar um deles, destaco a realização do Festival Demarcação Já Remix, do DJ MAM, que celebra hoje à noite o “Dia Internacional dos Direitos Humanos”, com um olhar especial para os povos originários do Brasil. Essa é a terceira edição do projeto, que será transmitido a partir de 20h pelo canal no Youtube da Anistia Internacional, que se tornou parceira do festival. O projeto não poderia ser mais urgente e necessário, com seu objetivo de chamar a atenção para as questões indígenas, principalmente nesse nosso cenário de desgovernos.

Esse ano, em função do isolamento, o festival inova com um formato híbrido que mescla a experiência ao vivo, com apresentações pré-gravadas e exibições de videoclipes, com um recorte curatorial que conta com a presença de 17 etnias brasileiras. A partir das 20h, o festival vai funcionar como um programa de TV em que o DJ MAM – mestre de cerimônias da noite – e artistas ligados à temática vão se revezar em apresentações sequenciais. Logo na abertura, a principal liderança indígena feminina do Brasil, Sônia Guajajara, aborda os direitos dos povos originários.

O projeto não poderia ser mais urgente e necessário, com seu objetivo de chamar a atenção para as questões indígenas.Foto OMart/Divulgação

“É muito importante furar essa bolha de indígenas, ambientalistas e de ativistas de direitos humanos para acessar outros públicos que precisam entender a presença do índio no Brasil”, adianta Sônia. “Apesar de sua importância para a proteção dos cidadãos, esses direitos ainda são desrespeitados. Basta observarmos as consequências da pandemia entre as etnias para vermos o quanto de injustiças e discriminações existe no país”, reforça MAM.

Em seguida vem um naipe de artistas como Chico César, Dona Onete, Felipe Cordeiro, Batman Zavareze, Oscar Metsavath, Julia Vidal e a estilista We’e’ena nascida na tribo Tikuna Umariaçu, no Amazonas, entre outros. A partir das 22h, o remix vira festa com a presença do DJ Dolores, Furmiga Dub, Doni e outros no Zoom da Rádio Cafuné.

Dona Onete é uma das artistas que participa do festival.Divulgação/Divulgação

Lançamento do Single BLABLABLÁ

Disponibilizada através do selo Sotaque Carregado (The Orchard), a mixtape produzida por DJ MAM apresenta remix da música “Demarcação Já”, de Chico César e do compositor Carlos Rennó, lançada em 2018 como uma campanha pela demarcação das terras indígenas liderada pelo Greenpeace em parceria com a APIB – Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, e apoiada pelo Instituto Socioambiental (ISA) com a presença de dezenas de artistas de peso da MPB.

Continua após a publicidade

Participam da faixa Elza Soares, Criolo, Dj MAM, Dj Dolores, Batida (Angola) e Octa Push (Portugal) e Sônia Guajajara. Tendo como carro chefe o encontro inédito de Criolo e Elza Soares, “Blablablá” é a música manifesto que reúne gerações da música popular brasileira e artistas de Portugal e Angola para chamar atenção à causa indígena num mix de Kuduro, forró, afro house e Bass Music.

LINK PARA OUVIR

https://promo.theorchard.com/JxBnb6pkKQjqxjB1XiW

A programação completa do Festival Demarcação Já Remix você acessa no perfil @festivaldemarcacaojaremix no Instagram, e o link para entrar é https://youtu.be/c6thzjbyrXs . Programação certa para essa sexta-feira, com certeza!

Rita Fernandes é jornalista, presidente da Sebastiana e pesquisadora de cultura e carnaval.

Continua após a publicidade

- Advertisement -