- Advertisement -
32.6 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Filhas de José Wilker doam acervo do ator para Museu da Imagem...

Filhas de José Wilker doam acervo do ator para Museu da Imagem e do Som

Ator, cineasta, dramaturgo, crítico de cinema e apresentador de televisão, José Wilker deixou não só uma carreira memorável e personagens inesquecíveis como um rico acervo cultural em sua casa, no Rio. Wilker morreu aos 69 anos, em 2014.

+ VEJA Rio quer saber: qual a sua praia preferida na cidade?

Seis anos depois, as filhas do artista, Mariana Vielmond e Isabel Wilker, resolveram doar os mais de 17 000 itens, entre discos, livros, fitas e DVDs para o Museu da Imagem e do Som (MIS) do Rio de Janeiro.

A coleção de Wilker está na sede da instituição, na Lapa, para preservação, e em breve será exibida na exposição permanente do MIS.

+ Fim de ano: hotéis cariocas oferecem ceias presenciais

Continua após a publicidade

Museu da Imagem e do Som: instituição cataloga os mais de 17 000 objetos da coleção pessoal de José WilkerFred Pontes/Divulgação

“Temos a missão de manter as memórias de grandes personalidades da cultura nacional. A importância de José Wilker nas artes é inegável e, portanto, ficamos muito gratos à família por confiar a guarda desse importante acervo à instituição”, disse Clara Paulino, presidente da Fundação Museu da Imagem e do Som do Rio.

+ Morte de Paulinho: relembre sucessos do Roupa Nova em novelas da Globo

Cinéfilo, Wilker nasceu em Juazeiro do Norte, no Ceará, em 1944, e estreou ao 13 anos na TV. Na Rede Globo, interpretou personagens inesquecíveis em novelas como Roque Santeiro (1985) e Senhora do Destino (2004). Na telona, protagonizou clássicos como Dona Flor e Seus Dois Maridos, dando vida ao finado Vadinho, e Guerra de Canudos, interpretando o personagem histórico Antônio Conselheiro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Inaugurado em 1965, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro é considerado o primeiro museu audiovisual do Brasil. São mais de 30 coleções que reúnem cerca de 330 000 itens nos mais variados suportes. São 93 000 fotografias, incluindo 1 700 negativos em vidro e 26 000 estereoscópicas, de grande valor histórico, algumas raras; uma discoteca de quase 60 000 discos entre, LPs, compactos e 78 RPM.

Continua após a publicidade

- Advertisement -