18.5 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Abastecimento do Sistema Imunana-Laranjal é retomado; especialistas alertam para risco de falta...

Abastecimento do Sistema Imunana-Laranjal é retomado; especialistas alertam para risco de falta d'água no RJ no verão

Abastecimento de água em Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá é normalizado, mas volume dos reservatórios segue abaixo do ideal e especialistas recomendam economizar água. Após as chuvas do final de semana no Rio, a capacidade produtiva do Sistema Imunana-Laranjal foi restabelecida e, com isso, o fornecimento de água para os municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá foi normalizado. Mas, o volume dos reservatórios segue abaixo do ideal e especialistas recomendam economizar água.
“Hoje, nós estamos em momento de atenção. O índice de vazão dos reservatórios estão 10% menor em relação ao ano anterior. Então, devemos sim ter atenção com o consumo de água”, disse Marcelo Danilo Bogalhão, diretor do Comitê da Bacia Hidrográfica do Guandu.
Os rios e reservatórios de água que abastecem o Guandu estão com volumes baixos, devido à falta de chuva dos últimos meses.
Os quatro grandes reservatórios, que atendem o Estado do Rio, estão com 28% da capacidade, em média, menos do que os 38% registrados há um ano. O ideal é ficar acima de 40%.
Para evitar o sinal de alerta, é preciso chover mais, por várias semanas.
Situação dos principais reservatórios de água que o RJ:
Reservatório de Paraibuna: 27% da capacidade
Reservatório de Santa Branca: 19% da capacidade
Reservatório de Jaguari: 29% da capacidade
Reservatório do Funil: 38% da capacidade
“Temos tido intervalos de chuva. Esse volume de chuva que tá hoje aqui, por exemplo, não é capaz de encher um reservatório desse porte”, completou Marcelo Bogalhão.
André Luis de Paula Marques, diretor da Associação que acompanha a Bacia do Paraíba do Sul, não acredita em um desabastecimento.
“Nesse momento, apesar de estarmos vivendo um momento de escassez hídrica, a gente está preparado para isso, a gente aprendeu muito com a crise de 2015 e vamos conseguir passar”, afirmou.
“Os dados não são alarmantes, a gente não está num momento já de ‘vai faltar água’. Não vai causar desabastecimento pra ninguém, isso não está previsto, isso não deve acontecer. Então, a gente tem um controle até o próximo período de chuvas”, completou André Marques.
Com a previsão de que os reservatórios de água continuem em níveis críticos em setembro, o governo anunciou que a conta de luz vai continuar na bandeira vermelha patamar 2, a mais cara.
Por sua vez, a Cedae fez um apelo para que todos economizem água e para entrarem em contato com o telefone 0800-282-1195 sempre que for necessário solicitar caminhão-pipa.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow