12.3 C
Canoas
HomeNotíciasAgora é possível ser sócio do Nubank

Agora é possível ser sócio do Nubank

O empresário Marco Antônio Carbonari atua no mercado de vinhos há anos, por isso, detém grande conhecimento em relação ao mercado financeiro, desse modo, a convite de nossa redação, o empresário fala sobre um tema que tem movimentado as redes: a possibilidade de se tornar sócio de uma das maiores instituições financeiras em ascensão no Brasil.

O empresário Marco Antônio Carbonari  explica que o programa se chama NuSócios e trata-se de uma estratégia de crescimento do Nubank. A empresa irá disponibilizar BDRs aos clientes que desejam se tornar investidores, pois a empresa passa por um processo de adentrar na Bolsa de Valores de Nova York, a NYSE. Portanto, os ativos são as BDRs, espécies de títulos.

Desse modo, os ativos de investimento têm chamado a atenção de milhares de pessoas, uma vez que o Nubank é uma empresa com alto potencial de crescimento, mostra-se sólida, inclusiva, dentre outras características benéficas para uma companhia na atualidade. O empresário Marco Antônio Carbonari ressalta a importância deste ato no mercado.

A empresa disponibiliza cerca de 23 milhões de BDRs, correspondendo a cada uma um valor específico para cada cliente. Desse modo, o cliente torna-se dono de um pedacinho da empresa. Marco Antônio Carbonari explica que é necessário analisar de forma meticulosa todos os pontos traçados em documentos oficiais disponibilizados pela empresa.

A fase que se prosseguirá é chamada de IPO, da sigla inglês, Initial Public Offering, ou seja, oferta pública inicial, uma vez que está em processo de adentrar à Bolsa de Valores de Nova York. Desse modo, a empresa torna-se em capital aberto e essa etapa de captação de novos investidores é chamada pela sigla de IPO, tornando-se sócio ou acionista. 

O empresário  Marco Antônio Carbonari explica que foi uma ótima sacada do Nubank, uma vez que o programa é extremamente vantajoso aos clientes. Quem não deseja se tornar sócio de uma das maiores empresas da atualidade? que é considerada unicórnio, indaga Marco Antônio Carbonari.

O empresário explica que é uma forma de levar a carteira de clientes à sua plataforma de investimentos, a NuInvest, antiga Easynvest. O custo médio de “trazer” um novo cliente para uma corretora costuma ser de R $100,00, já com a sacada do Nubank, certamente, alçaram sucesso nessa empreitada, conferindo apenas os custos das BDRs disponibilizadas. 

- Advertisement -spot_img

Conecte

79FansLike
7FollowersFollow

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here