19.4 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Chacina na Nova Brasília: após 27 anos, policiais são absolvidos das acusações...

Chacina na Nova Brasília: após 27 anos, policiais são absolvidos das acusações em Tribunal do Júri

Julgamento de agentes começou na segunda-feira (16) e foi retomado nesta terça-feira (17). Ministério Público se manifestou pela absolvição dos policiais. Após 27 anos das mortes de 13 pessoas na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, cinco policiais denunciados pelos crimes foram absolvidos em julgamento do 1º Tribunal do Júri, nesta terça-feira (17).
O julgamento dos agentes começou na segunda-feira (16) e foi retomado nesta terça. A primeira sessão, na segunda, terminou por volta de 22h30. Ao todo, sete testemunhas foram ouvidas: cinco de defesa dos réus e duas de acusação.
As duas eram mulheres que afirmaram terem sido vítimas de abuso durante a ação policial.
Os cinco policiais, quatro civis e um militar, foram denunciados pela morte de 13 pessoas na operação, que ocorreu em 1994. Os corpos foram deixados numa praça da comunidade.
Depois de arquivado, o caso foi reaberto por orientação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. O Brasil foi condenado pela Corte por omissão em relação as mortes.
E só em 2018 veio a decisão de levar a apuração a julgamento.
Na segunda, os policiais Rubens de Souza Bretas, Carlos Coelho Macedo, Ricardo Gonçalves Martins, Paulo Roberto Wilson da Silva e José Luiz Silva dos Santos foram ouvidos pela acusação, pela defesa e também pela juíza Simone Ferraz, que presidiu o júri.
27 anos depois policiais vão à julgamento pela morte de treze pessoas
Os acusados questionaram o reconhecimento feito na época. Alegaram, também, que sequer participaram da operação. E que não havia registros com os nomes deles nos autos de resistência, hoje chamados de mortes por intervenção de agentes do estado.
Após ouvir testemunhas e réus, nesta terça o Ministério Público pediu a absolvição dos policiais por falta de provas. Depois de 27 anos, pouco restou para comprovar a autoria das 13 mortes.
Em seguida, um a um os advogados de defesa tomaram o centro do tribunal para pedir a absolvição dos policiais ao júri. Um dos advogados alegou que os policiais foram recebidos a tiros pelos bandidos.
E depois de 16 horas de julgamento, os jurados decidiram absolver os cinco policiais.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow