24.8 C
Canoas
HomeRio de JaneiroCoronavírus: cariocas ‘ixxpertos’ criam o ‘golpe da vacina’; entenda

Coronavírus: cariocas ‘ixxpertos’ criam o ‘golpe da vacina’; entenda

Com o anúncio da exigência do ‘passaporte de vacina’ para entrar em locais de uso coletivo no Rio, como academias e cinemas, alguns cariocas já tentaram burlar comprovante de vacinação. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, sete pessoas em postos de Realengo e Bangu, na Zona Oeste da cidade, tentaram pegar o certificado sem receber a vacina.

+ Covid-19: número de cariocas com segunda dose em atraso reduz 40%

Uma delas tentou fugir com o comprovante duas vezes, em postos diferentes. Três conseguiram sair dos postos com os papéis parcialmente preenchidos, enquanto outras três foram impedidas por funcionários nos locais.

Em outro caso, a pessoa sugeriu que seu cadastro fosse realizado no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) sem receber a vacina, tendo o pedido negado.

+ ‘Faltou estudo!’, diz Paes, sobre deputados contra passaporte da vacinação

As ocorrências foram registradas pela polícia e os registros suspensos. A Secretaria Municipal da Saúde ressalta que o cartão só se torna válido com a identificação e assinatura do vacinador, incluídos somente após a aplicação da vacina.

Diante desses golpes, um projeto de lei que prevê multa de R$ 1 000,00 para quem tentar fraudar o comprovante foi apresentado na Câmara do Rio na quinta (2). A proposta do vereador Átila Nunes também exige que o nome do infrator seja enviado às autoridades competentes para responsabilização criminal.

+ Coronavírus: variante Delta é identificada em 96% das amostras no Rio

Segundo o decreto da prefeitura, apenas os cariocas que apresentarem o certificado em papel ou on-line da vacina contra a Covid-19 poderão entrar em estabelecimentos como academias, teatros, estádios, cinemas e pontos turísticos. A medida entraria em vigor na última quarta (1º), mas foi adiada para o dia 15 de setembro.

Nesta sexta (3), a vacinação de adolescentes com a primeira dose e a aplicação da segunda dose da Coronavac permanecem suspensas no Rio. A Secretaria Municipal de Saúde afirma que aguarda a entrega de novas remessas de imunizantes pelo Ministério da Saúde para avançar o calendário.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

- Advertisement -spot_img

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow