23.3 C
Canoas
HomeNotíciasErros mais comuns para iniciantes no mundo do vinho

Erros mais comuns para iniciantes no mundo do vinho

A expressão de que ninguém nasce sabendo é verdadeira, para tudo é necessário estudo e dedicação e assim é com os vinhos, afirma Marco Antonio Carbonari, apaixonado por vinhos e vinícolas, bem como possui uma: a Villa de Santa Maria, localizada no Vale do Báu, em São Paulo. Por isso, faz-se necessário o aprofundamento e esforços em relação aos estudos acerca da vinicultura, porém ninguém está isento de erros, ainda mais quando se está iniciando. Dessa forma, Carbonari traz os erros mais  comuns para iniciantes no mundo do vinho como uma forma de instruir e mostrar alguns caminhos aos que estão começando agora.

O primeiro erro é não variar na cartela de vinhos. Como saberá todos os sabores e texturas se não variar na hora da degustação? É importante manter desde cedo um hábito de experimentar diferentes tipos e variações de vinhos, em relação à safras, vinícolas, regiões de diferentes países e marcas para se obter um repertório vasto.

O segundo erro mais comum é julgar o vinho apenas pelo rótulo. Ao julgar o conteúdo da garrafa de vinho apenas pelo rótulo muito se perde em experiências e sabores. Há vinhedos tradicionais e modestos que produzem os melhores vinhos, porém não possuem um sistema de marketing arrojado. Sendo assim, opte pela qualidade e sempre por experimentar as diversas opções de vinhos disponíveis no mercado, aconselha Marco Antonio Carbonari.

Outro erro comum é na forma de armazenamento da garrafa de vinho. É necessário se atentar à temperatura, ambientes afáveis e secos para a melhor conservação do vinho. Por exemplo, vinhos tintos devem ser armazenados a uma certa temperatura: 13-17 graus e vinhos brancos a 12-14 graus, dessa forma, na falta de uma adega em casa, priorize ambientes fechados e sem incidência da luz solar.

Além disso, há quem ache que um vinho só é bom se for caro, erro equivocado, salienta Marco Antonio Carbonari. Nem sempre preço alto é sinônimo de qualidade. A mesma premissa de vinícolas tradicionais e modestas é usada aqui. Nem sempre o vinho mais caro é o melhor, perde-se experiências incríveis de sabores se pensado dessa maneira, por isso, se abstenha de comprar vinhos apenas pelo preço e não deixe de experimentar vinhos com preços mais modestos. Preze pela qualidade, uma dica é: além de se permitir experimentar novos sabores, esteja por dentro de críticas gastronômicas, isto irá enriquecer e muito seu repertório.

- Advertisement -spot_img

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here