22.3 C
Canoas
HomeRio de JaneiroEstátuas de Paulo Gustavo e Dona Hermínia serão inauguradas em novembro, em...

Estátuas de Paulo Gustavo e Dona Hermínia serão inauguradas em novembro, em Niterói


Esculturas ficarão no Campo de São Bento e terão iluminação e uma mesa com banquinhos para as pessoas sentarem e tirarem fotos. Humorista, que morreu aos 42 anos de Covid, nasceu e cresceu na cidade. Estátuas em homenagem a Paulo Gustavo serão inauguradas em novembro, em Niterói
Divulgação/Prefeitura de Niterói
A inauguração de duas estátuas em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, em homenagem ao ator Paulo Gustavo está prevista para acontecer em novembro — uma do humorista e outra para eternizar sua personagem mais conhecida, a Dona Hermínia.
Nascido, criado e apaixonado por Niterói, Paulo Gustavo costumava mostrar a cidade em seus filmes e citá-la no teatro.
As esculturas ficarão no Campo de São Bento, perto do chafariz do Parque, e terão iluminação e uma mesa com banquinhos para as pessoas sentarem e tirarem fotos.
No tamanho do humorista, 1,85m, elas serão de concreto e terão um tom bronze. As peças fazem parte de um projeto de circuito turístico em homenagem ao humorista.
O circuito terá, ainda, uma terceira estátua em homenagem ao ator, que será instalada pela prefeitura na esquina das ruas Ator Paulo Gustavo e Lopes Trovão, em Icaraí.
Paulo Gustavo morreu no dia 4 de maio, aos 42 anos, de Covid-19. Ele passou mais de 50 dias internado no Hospital Copa Star, em Copacabana.
Rua Ator Paulo Gustavo
Em maio, a prefeitura instalou as 46 placas na Rua Ator Paulo Gustavo, no bairro de Icaraí, após consulta pública que aprovou a mudança do nome da via.
Antes, a via, uma das mais importantes da Zona Sul da cidade, se chamava Coronel Moreira César.
A rua também recebeu uma placa especial com a história do artista.
VÍDEO: Rebatizada, rua em Niterói recebe placas com nome do ator Paulo Gustavo
Amor por Niterói
Paulo Gustavo, caracterizado como Dona Hermínia, caminha ao lado da personagem de Alexandra Richter no calçadão da Praia de Icaraí em cena do filme “Minha mãe é uma peça 2”, de 2016.
Reprodução/TV Globo
Paulo Gustavo mostrava com frequência os points de Niterói em seus filmes. Moradores da cidade costumam reconhecê-la com facilidade nos longas da série “Minha mãe é uma peça”. O ator era um apaixonado pela cidade onde nasceu e também costumava citar em suas peças de teatro.
Estão lá o Campo de São Bento, o calçadão da Praia de Icaraí, a orla de Boa Viagem, a padaria preferida entre outros locais.
Paulo morou durante a maior parte da sua vida em Niterói, em bairros como Icaraí e Santa Rosa, e também em Itaipu, na Região Oceânica.
A mudança para o Rio de Janeiro se deu apenas após o casamento com o médico Thales Bretas em 2015.
Perfil
Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu em Niterói em 30 de outubro de 1978 e estudou teatro na Casa das Artes de Laranjeiras, no Rio, na mesma turma de Fábio Porchat.
A primeira peça da qual participou foi “O surto”, em que dividia a direção com Fernando Caruso, em 2004. Foi no espetáculo que apresentou pela primeira vez a personagem Dona Hermínia, que marcaria sua carreira para sempre (veja personagens marcantes de Paulo Gustavo no vídeo abaixo).
A mãe superprotetora e hilária ganhou peça própria em 2006 e chegou ao cinema sete anos depois.
Somados, os três filmes de “Minha mãe é uma peça” venderam mais de 26 milhões de ingressos entre 2013 e 2020.
O terceiro filme teve a maior arrecadação da história do cinema brasileiro, com R$ 182 milhões de bilheteria.
Além do sucesso de Dona Hermínia, o ator se destacou pelos filmes “Minha vida em Marte” (2018) e “Os homens são de Marte… e é para lá que eu vou” (2014), nos quais contracenou com a atriz e amiga Mônica Martelli. Ele interpretou o personagem Aníbal em ambas as comédias.
VÍDEO: Paulo Gustavo criou personagens inesquecíveis
Initial plugin text
MORTE DE PAULO GUSTAVO×

- Advertisement -spot_img

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow