21.6 C
Rio de Janeiro
Home Mundo Polícia prende suspeito de matar três pessoas em um boliche nos EUA

Polícia prende suspeito de matar três pessoas em um boliche nos EUA

No sábado 26, três pessoas morreram e outras três ficaram feridas após um homem disparar uma arma de fogo dentro de uma pista de boliche em Rockford, Illinois, nos Estados Unidos. O suspeito, um militar da ativa, foi preso pela polícia no domingo 27.

A polícia revelou que o suspeito se chama Duke Webb, de 37 anos de idade e que mora na Flórida. Webb é sargento das Forças Especiais e da Inteligência na Aeronáutica. O suspeito se encontra preso no condado de Winnebago sob a acusação de assassinato em primeiro grau.

O tiroteio ocorreu no clube Don Carter Lanes às sete da noite (horário local, quatro da tarde em Brasília). As vítimas foram três homens de 73, 65 e 69 anos de idade. Um adolescente de 14 anos levou um tiro na cabeça e foi levado ao hospital. Uma garota de 16 anos foi alvejada no ombro, enquanto um adulto de 62 foi baleado múltiplas vezes e está em estado crítico no hospital.

A polícia não informou o que motivou o ataque.

Nashville

Na sexta-feira 26, um atentado a bomba abalou o centro da cidade de Nashville, no Tennessee. Também no domingo, a polícia identificou o suspeito do ataque como a única pessoa a ter morrido na explosão.

“Chegamos à conclusão de que um indivíduo chamado Anthony Warner é o autor do ataque, estava presente quando a bomba explodiu e morreu na detonação”, disse o promotor federal Don Cochran durante uma coletiva de imprensa.

Continua após a publicidade

CCTV Of The Christmas Day Bombing In Nashville from r/PublicFreakout

O agente especial a cargo do escritório do FBI em Memphis, Doug Korneski, afirmou que “não havia indício do envolvimento de quaisquer outras pessoas”, embora tenha acrescentado que as investigações ainda estão em andamento.

Autoridades presentes na coletiva disseram que não poderiam dar maiores detalhes ou informações sobre a motivação, mas afirmaram que Warner não estava no radar antes da explosão.

No sábado, a polícia havia identificado Warner, de 63 anos, como uma “pessoa de interesse” pelas supostas ligações com a detonação, que ocorreu em um trailer estacionado que emitiu um alerta sonoro minutos antes de explodir.

O trailer estava estacionado em frente a um prédio da companhia telefônica AT&T e a explosão causou danos que afetaram o serviço de comunicações no Tennessee e partes do Alabama e de Kentucky.

A AT&T informou em um comunicado que clientes dos três estados ainda estão sofrendo interrupções nos serviços mais de 48 horas depois do ocorrido. A empresa acrescentou que mais de 25 torres temporárias de celular e 24 caminhões com equipamentos foram enviados à região para restaurar as comunicações.

Continua após a publicidade