23.9 C
Rio de Janeiro
Home Mundo Taiwan identifica variante brasileira da Covid-19 e impõe restrições

Taiwan identifica variante brasileira da Covid-19 e impõe restrições

A partir da meia-noite da próxima quarta-feira, 24, qualquer pessoa que chegar a Taiwan vinda do Brasil ou que tenha estado no país nos últimos 14 dias terá que permanecer em quarentena em uma instalação centralizada por duas semanas. A decisão foi anunciada neste domingo, 20, pelo ministro da Saúde, Chen Shih-chung, depois que foram confirmados três casos da variante brasileira da Covid-19, conhecida como P.1 e identificada no Amazonas.

De acordo com o ministro, as três pessoas infectadas foram identificadas no mês passado e estão sendo tratadas em hospitais. Para evitar a propagação de novas cepas do novo coronavírus no país, além das restrições aos viajantes provenientes do Brasil, pessoas chegadas da Grã-Bretanha e da África do Sul também são obrigadas a ficar em quarentena em casa por 14 dias. Elas são acompanhadas de perto pelas autoridades para garantir que não haja desrespeito às determinações.

Ministro da Saúde de Taiwan, Chen Shih-chung, durante reunião em Taipei. 15/05/2020Walid Berrazeg/SOPA Images/Getty Images

A forma como Taiwan vem lidando com a propagação da Covid-19 é considerada um bom exemplo de enfrentamento à pandemia. Graças à prevenção precoce e medidas rigorosas, o que incluiu o fechamento de suas fronteiras, há hoje apenas cerca de 40 pessoas infectadas em tratamento nas unidades hospitalares do país.

A nova variante brasileira que preocupa Taiwan foi identificada inicialmente em Manaus. Até meados de fevereiro, segundo registros do Ministério da Saúde, o país já tinha 185 casos confirmados da P.1. Além de pessoas infectadas no Amazonas, há notificações no Pará, Roraima, São Paulo, Ceará, Paraíba, Piauí, Espírito Santo, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade