24.8 C
Canoas
HomeRio de JaneiroPolícia fecha clínica de aborto no Rio; médico cobrava R$ 5 mil...

Polícia fecha clínica de aborto no Rio; médico cobrava R$ 5 mil pelo procedimento e usava remédios vencidos



O médico Antônio Cabedes Lopes atuava com a esposa, que agia como instrumentadora e ajudava ainda a atrair clientes. Instrumentos apreendidos na clínica estavam sujos e aparentavam estar enferrujados
Reprodução
Policiais civis da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) fecharam nesta quinta-feira (02), uma clínica de aborto que funcionava na Freguesia, Zona Oeste do Rio.
No local, os agentes prenderam em flagrante o médico Antônio Cabedes Lopes, e sua mulher, Maristela Lopes da Silva, pelos crimes de aborto, crimes contra a saúde pública e relações de consumo, além de furto de energia elétrica.
Os policiais chegaram até o local após investigações para identificar um médico suspeito de praticar abortos em adolescentes. Segundo eles, o médico cobrava em média R$ 5 mil pelo aborto, e contava com a ajuda da mulher como “instrumentadora” e para atrair novas clientes.
Remédios vencidos há quatro anos
Eles também vão responder por crimes contra a saúde pública, já que o local não tinha as mínimas condições de higiene, além de medicamentos abortivos e outros com a data de validade vencida de até quatro anos atrás.
Durante a ação, uma paciente, de 36 anos, que havia passado pelo procedimento, foi encontrada no local e encaminhada para um hospital.
Segundo os policiais, o médico e sua mulher já foram investigados pela polícia de Manaus, no Amazonas, pela prática de mais de 200 abortos realizados naquele estado.
O médico Antônio e sua mulher Maristela: presos pela prática de aborto e outros crimes
Reprodução

- Advertisement -spot_img

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow