23.1 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Casamentos: “Tínhamos duas opções: aceitar e chorar”

Casamentos: “Tínhamos duas opções: aceitar e chorar”

Ela desenvolve bolos para festas de casamento desde 1997, confeitava uma média de 780 bolos por ano para eventos em todo país. Com a crise, Ana Salinas, passou a realizar cursos de forma remota e encontrou um novo modelo de negócio. Em maio, tradicional mês das noivas, profissionais contam o malabarismo que vem sendo realizado no segmento para que mais empresas não fechem suas portas.

 

“O mercado de festa sempre foi agitado no Rio de Janeiro, e, independente do tipo de festa, bolo é um produto que sempre está presente nas comemorações, e é um ponto alto na decoração.
Nós mantínhamos o Atelier principalmente baseado nas “loucuras” que sempre inventei, muito pela minha formação em Desenho Industrial, e criar bolos diferentes de ponta-cabeça e coisas fora da linha da normalidade.
E veio a Pandemia. E com ela, a parada total do mercado de festas!
De repente, nos vimos puxando o freio em uma estrada onde seguíamos a 200km/h.
E essa parada brusca nos obrigou a tomar novos rumos.
Tínhamos duas opções: aceitar e chorar, aguardando o momento indefinido em que tudo voltará ao “normal”…. ou buscar uma solução, que fosse de ajuda mútua, tanto para nós continuarmos seguindo no mercado, como para quem também enfrentava naquele momento dificuldades como desemprego, empresas fechando, e refletindo diretamente na vida financeira.
Neste panorama, pensei em virar a chave, e capacitar pessoas novas no mercado de decoração de bolos, e também dar atualização de técnicas para profissionais já atuantes no mercado, mas que, por conta da correia do dia-a-dia pré-pandemia, não tinham tempo para isso!
Iniciei então uma nova etapa – e igualmente deliciosa – de dar cursos ao vivo, em webnar.
E a aproximação com esse público está incrível!
Estou ajudando e vendo uma nova gama de pessoas surgindo neste mercado, oferecendo bolos para pequenas festas, mas se capacitando para todos os tipos de bolos, já olhando para frente.
Me sinto muito feliz em poder ajudar, passando um pouco de nossa experiência de 26 anos, entre erros e acertos, onde podemos desenvolver técnicas rápidas e acessíveis para dar oportunidade a pessoas talentosas iniciarem um negócio novo, mesmo durante esta enorme crise!
Ao mesmo tempo, me voltei completamente ao conteúdo online, onde mostro também um pouco dos bastidores da montagem de bolos complexos, e curiosidades sobre a profissão.
Estamos tentando fazer do limão, uma torta deliciosa… para todos”

Ana Salinas é decoradora de bolos

Continua após a publicidade