27.8 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Cidades da Região dos Lagos e da Serra instalam barreiras no superferiado

Cidades da Região dos Lagos e da Serra instalam barreiras no superferiado

Cidades turísticas do Rio, localizadas na Região Serrana do Rio e na Região dos Lagos, instalaram barreiras sanitárias e adotaram medidas bastante restritivas para os feriados antecipados. Ou seja, o famoso “bate e volta” está comprometido.

O fechamento das praias, segundo decreto estadual, foi uma das medidas nos municípios da Região dos Lagos.

Veja como será de acordo com cada região:

Região dos Lagos

Búzios

– Barreira sanitária exige comprovante de reserva;
– Proibido eventos, shows e festas;
– Proibido ficar na praia ou mergulhar no mar;
– Quiosques da orla e comércio ambulante proibidos;
– Restaurantes só podem atender em mesas e com 50% da capacidade;
– Passeios de barco estão limitados a 50% da lotação;
– Transporte público também limitado à metade da lotação.

Arraial do Cabo

– Comprovante de reserva para barreira sanitária;
– Barcos só podem fazer um passeio por dia.

Maricá

– Comprovante de reserva para barreira sanitária;
– Só funcionam serviços essenciais;
– Fechados casas de eventos e festas e salões de beleza;
– Proibida a permanência e entrada no mar. Atividades físicas individuais estão permitidas

Continua após a publicidade

Saquarema

– Comprovante de reserva para barreira sanitária;
– Proibido ficar na praia ou mergulhar no mar;
– Locais públicos estarão fechados, a exemplo de praças;
– Maior fiscalização no comércio.

Região Serrana

Petrópolis

– Comprovante de reserva para barreira sanitária; vouchers de compras da Rua Teresa. Também pode passar quem tem casa por lá;
– Pontos turísticos fechados, a exemplo do complexo do Museu Imperial.

Teresópolis

– Inserção de barreiras sanitárias;
– Rodízio de pessoas de acordo com o dígito do CPF.

Friburgo

– Inserção de barreiras sanitárias.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade