25.5 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Covid-19: Paes afirma que não há previsão de retomada da vacinação

Covid-19: Paes afirma que não há previsão de retomada da vacinação

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou no domingo (14) que o município não tem previsão de quando poderá retomar o calendário de vacinação na capital, porque depende da entrega dos imunizantes.

+ Covid: sem estoque, vacinação de idosos de 75 anos é suspensa no Rio

“A informação que é que chegaria mais [vacinas enviadas pelo governo federal] terça (16) ou quarta (17), mas não quero confirmar”, disse.

O prefeito disse que não será feito cadastro prévio para aplicar a vacina. “Não vamos pedir comprovante de residência. Vamos vacinar todas as pessoas que tiverem naquela idade predeterminada para aquele dia”, disse.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

O prefeito acrescentou que está aberto também a compra de vacinas, mas o ideal é a compra pelo governo estadual, como anunciou o governador em exercício, Cláudio Castro. “Já estou no consórcio dos municípios e quero estar junto com o governo do estado na compra de vacinas. Certamente, uma parte vai vir para a cidade”, afirmou.

Paes acredita que quando a produção dos imunizantes for intensificada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o que está prestes a ocorrer, o fluxo de entregas de doses será melhor.

Medidas restritivas

O prefeito admitiu que é possível tornar ainda mais rígidas as medidas de restrições adotadas no município se houver agravamento da evolução da Covid-19 na cidade.

+ Covid: Anvisa aprova registro da vacina de Oxford produzida pela Fiocruz

Paes afirmou que os números estão em acompanhamento constante pela prefeitura e que apesar da redução na média móvel de mortes, as ações do município são para manter o patamar mais baixo. “A gente não está tranquilo. Apesar dessa média móvel reduzida, tem um aumento de internação e de casos surgindo nas unidades de saúde com sintomas de Covid, então, é muito importante que a população ajude, respeite e cumpra as determinações”, disse hoje.

Continua após a publicidade