17.6 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Nova medicação é aprovada de forma inédita para doença de Alzheimer

Nova medicação é aprovada de forma inédita para doença de Alzheimer

O aducanumabe foi aprovado pelo FDA para o tratamento de pacientes com doença de Alzheimer. Trata-se de uma medicação de infusão intravenosa mensal destinada a desacelerar o declínio cognitivo em pessoas com problemas leves de memória e pensamento. Este é o primeiro tratamento aprovado para atacar o processo da doença de Alzheimer, em vez de apenas tratar os sintomas da demência. A medicação é a primeira a ser aprovada para o tratamento de Alzheimer desde 2003(1).

O medicamento ainda não foi aprovado fora dos Estados Unidos, mas a Biogen entrou com pedido nas agências regulatória de vários países, como o Brasil, União Europeia, e Japão.

O aducanumabe é um anticorpo monoclonal que tem como alvo uma proteína, amiloide, que se aglomera em placas no cérebro de pacientes com Alzheimer e é considerado um biomarcador da doença. As pesquisas com o aducanumabe foram as primeiras a demonstrar uma redução das placas de beta amilóide no cérebro.

O FDA aprovou por via de Aprovação Acelerada, que autoriza a utilização de medicamentos que têm uma probabilidade razoável de trazer algum tipo de benefício para os pacientes, mesmo quando há incerteza sobre seu funcionamento.

A doença de Alzheimer é o tipo mais comum de demência, que causa problemas na cognição, comportamento, memória e pensamento. A taxa de progresso da doença é variável dependendo de cada paciente, entretanto, em média pacientes com doença de Alzheimer vivem em média de quatro a oito anos após o diagnóstico. Portanto, existe uma necessidade mundial urgente de tratamento desta doença.

Referência:

  1. https://www.fda.gov/drugs/news-events-human-drugs/fdas-decision-approve-new-treatment-alzheimers-disease