31.2 C
Rio de Janeiro
Home Rio de Janeiro Portão do Parque Guinle está de cara nova. Veja o antes e...

Portão do Parque Guinle está de cara nova. Veja o antes e depois

O tradicional Parque Guinle, em Laranjeiras, Zona Sul da cidade, ganhou um banho de loja através do projeto Revitaliza Rio e está tinindo.

Tombado nos âmbitos federal, estadual e municipal, o portão recupera agora parte da sua beleza original, apreciada por moradores e visitantes.

Novo portão: restauração das partes de ferro, luminárias e estátuasDivulgação/Divulgação

+ Taxa de natalidade no Rio é a menor desde 2002

Antes: portão deteriorado, com pichações e estátuas quebradasDivulgação/Divulgação

+ Ipanema e Leblon são os bairros mais procurados por turistas no Carnaval

Encomendado por Eduardo Guinle para a fundição francesa Schwartz & Meurer, em Paris, o portão foi instalado em 1911 na entrada do palacete da família. Feito de ferro fundido e ornamentos de bronze, o tempo acabou deteriorando sua estrutura. 

Antes: portão estava enferrujadoDivulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Depois: portão foi todo pintado e algumas peças foram substituídasDivulgação/Divulgação

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui 

O trabalho começou em agosto de 2020 e foi executado pela empresa Concrejato, seguindo as orientações do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH). A base do portão, assim como algumas estátuas, luminárias e ornamentos, também foram reestruturados ou substituídos. Assim, o conjunto recebeu novos ares.

Antes: estátuas sujas e com partes quebradasDivulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Depois: estátua de mármore está branquinha e anjo ganhou novo banho douradoDivulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Antes: portão estava completamente deterioradoDivulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Depois: portão revitalizado, brilhanteDivulgação/Divulgação

+ Clientes se mobilizam para salvar tradicional livraria infantil Malasartes

O projeto Revitaliza Rio, que também comandou as reformas de equipamentos e obras de arte do Parque da Catacumba, na Lagoa, é uma iniciativa da Carioca DNA e do ICCC, em parceria com a produtora Das Lima, com financiamento da iniciativa privada por meio de leis federais e municipais de incentivo à cultura.

Continua após a publicidade