12.7 C
Canoas
Home Rio de Janeiro RJ espera novo lote de Pfizer nesta quarta, mas falta de diluente...

RJ espera novo lote de Pfizer nesta quarta, mas falta de diluente pode atrasar distribuição para 88 cidades

Segundo o Estado do Rio, o Ministério da Saúde deve enviar 265 mil doses, sendo 98 mil da Pfizer e 167 mil da Coronavac. Contudo, sem o componente obrigatório para aplicação da vacina da Pfizer, 88 cidades podem paralisar vacinação. A capital não corre esse risco. RJ espera novo lote de Pfizer nesta quarta, mas falta de diluente pode atrasar distribuição para 88 cidades
A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou que deve receber, ainda na noite desta quarta-feira (8), uma nova remessa de doses da vacina contra a Covid 19. Contudo, o Ministério da Saúde não conseguirá entregar o diluente obrigatório para aplicação da vacina da Pfizer. O problema pode atrasar a distribuição para 88 cidades.
Ao todo, o Governo Federal deve enviar nesta quarta 265 mil doses de imunizantes, sendo 98 mil da Pfizer e 167 mil da Coronavac.
As vacinas da Pfizer precisam ser diluídas com um produto específico antes de sua aplicação. E a falta desse produto é que pode prejudicar a vacinação em algumas cidades.
Os últimos lotes enviados pelo Ministério da Saúde foram entregues ao estado no fim de semana. Foram 365 mil doses para todo o estado.
Porém, após o último envio, o órgão federal informou às secretarias estaduais que novas entregas de vacinas e diluentes seriam suspensas durante o feriado de 7 de setembro. Segundo o Governo Federal, o que motivou a suspensão foi o risco de manifestações no dia da independência.
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a entrega de diluentes só será normalizada na quinta-feira (9).
Capital tem diluentes
Segundo o calendário de vacinação da capital do estado, as meninas de 15 anos poderão se vacinar no Rio nesta quinta-feira (9).
Caso a nova remessa de doses da Pfizer chegue à cidade nesta quarta, os meninos de 15 anos poderão se vacinar na sexta-feira (10).
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, a cidade não enfrenta problemas com a falta de diluentes.
No município, a vacinação segue para os maiores de 15 anos, gestantes, mulheres que tiveram filhos recentemente e mães que estão amamentando. As pessoas com deficiência de 12 anos ou mais também podem se vacinar a qualquer momento.
A aplicação da segunda dose permanece normalmente para todos os cariocas.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow