11.1 C
Canoas
Home Mundo Seis palestinos escapam de prisão de segurança máxima em Israel

Seis palestinos escapam de prisão de segurança máxima em Israel

Seis prisioneiros palestinos fugiram do presídio de segurança máxima de Gilboa, no norte de Israel, na madrugada desta segunda-feira, 6, por meio de um túnel. Os presos, que provavelmente dividiam a mesma cela, teriam cavado um túnel embaixo do banheiro, de onde rastejaram para sair do local, pouco antes do início das festas de Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico. 

Buraco usado pelos foragidos para escapar da prisão.Ilia Yefimovich/picture alliance/Getty Images

Entre os fugitivos estava Zakariye Zubeidi, ex-comandante da Brigada dos Mártires de Al-Aqsa, braço armado do Fatah, partido político de Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestina. Os outros cinco membros seriam ligados à Jihad Islâmica Palestina.

Quatro dos seis envolvidos cumpriam prisão perpétua por ligação em ataques a israelenses durante a Intifada Palestina no começo dos anos 2000. 

Em comunicados, grupos palestinos celebraram a fuga. O Hamas, grupo que governa a Faixa de Gaza, descreveu a fuga como um “ato corajoso e heroico”.

“Hoje, os heróis da Jihad Islâmica alcançaram uma nova vitória na prisão de Gilboa. Essa vitória destruiu a imagem do ocupante”, disse Khamees El-Haitham, oficial da Jihad Islâmica, em Gaza.

A agência de segurança interna de Israel se uniu à polícia e ao Exército nas buscas pelos foragidos. Uma ampla operação está sendo realizada, com o uso de  helicópteros em cidades e vilarejos próximos à área norte da Cisjordânia e na fronteira com a Jordânia.

A prisão fica a apenas 4 km da Cisjordânia e a 14 km da fronteira com a Jordânia e agentes também estão usando cães farejadores e montaram postos de controle ao redor de Gilboa.

 

Busca em Kibbutz Beit HaShita, na região de Gilboa, Israel. 06/09/2021.Amir Levy/Getty Images

“Durante a noite recebemos uma série de relatórios sobre figuras suspeitas em campos agrícolas e do serviço penitenciário, que descobriram rapidamente que havia prisioneiros desaparecidos de suas celas e que seis escaparam”, disse o porta-voz da polícia, Eli Levy, à rádio israelense Kan

Ao que tudo indica, os foragidos foram para a cidade de Jenin, na Cisjordânia. Também há a possibilidade de estarem escondidos em plantações próximas ao presídio. 

O gabinete do primeiro-ministro isralense, Naftali Bennett, disse que ele conversou com o ministro da Segurança Interna e “enfatizou que este é um grave incidente que requer um esforço geral das forças de segurança” para encontrar os fugitivos.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow