24.8 C
Canoas
HomeRio de JaneiroTCE aponta que RJ quadruplicou gastos com o Segurança Presente, mas crime...

TCE aponta que RJ quadruplicou gastos com o Segurança Presente, mas crime não caiu nas áreas cobertas pelo programa


Auditoria do TCE constatou que houve aumento de mais de 300% — ou o quádruplo — dos recursos das bases, comparando o primeiro bimestre de 2020 com o mesmo período de 2019. Um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) questiona os números do Segurança Presente, o programa do governo do RJ que distribui policiais em pontos estratégicos de bairros.
A auditoria do TCE constatou que houve aumento de mais de 300% — ou o quádruplo — dos recursos das bases, comparando o primeiro bimestre de 2020 com o mesmo período de 2019. No entanto, o crime não caiu nas áreas cobertas pelo programa.
“Embora tenha ocorrido um aumento de 300% nos gastos de recursos estaduais com infraestrutura e pagamento de pessoal, não foi possível constatar a redução dos registros de delitos de diversas naturezas, como roubo a estabelecimentos comerciais, roubo de veículos, furto de veículos, furto de celular, furto a transeuntes e roubos de rua”, detalhou o TCE.
“Além disso, a operação teria deixado de priorizar as áreas geográficas que tiveram os piores resultados nos Indicadores Estratégicos de Criminalidade do Estado do Rio de Janeiro em relação à redução de registros de roubos de rua”, emendaram os técnicos.
O TCE, então, decidiu solicitar à Secretaria Estadual de Governo e Relações Institucionais, à PM e ao Instituto de Segurança Pública um plano de ação e mais transparência dos resultados.
Operação Segurança Presente na Barra
Divulgação/Operação Segurança Presente
Sem redução na pandemia
O documento do TCE aponta também que o governo não reduziu as despesas do efetivo policial, nas ações do programa, no segundo trimestre de 2020 em relação ao primeiro trimestre do mesmo ano. No período, menos pessoas circularam nas ruas por causa da pandemia de Covid.
O relatório destaca a falta de transparência na divulgação dos custos mensais das bases; das metas do programa e dos índices de criminalidade nas áreas de atuação da operação.
Nesta sexta-feira (4), foi anunciada a expansão do Niterói Presente, que agora também vai chegar à região de Pendotiba e mais agentes.
O programa, que há quatros era parcialmente financiado pela prefeitura do município, passará a ser totalmente custeado pelo governo do estado.
A assessoria do governo do estado disse que só vai se pronunciar quando tiver acesso ao relatório do TCE.

- Advertisement -spot_img

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow