16 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Advogado cita 'intimidações' de Flordelis e pede para que ela não fique...

Advogado cita 'intimidações' de Flordelis e pede para que ela não fique no mesmo presídio de outras acusadas


Ex-deputada está na mesma cadeia que a neta Rayane, suspeita de procurar assassinos que executassem o pastor Anderson do Carmo. Ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD-RJ) comparece ao Fórum de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, para ser interrogada nesta sexta-feira, 18, no processo no qual é acusada de ser mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo de Souza. Flordelis chegou ao fórum acompanhada de seu advogado Anderson Rollemberg. A audiência desta sexta-feira é a quinta do processo.
CLEVER FELIX/LDG NEWS/ESTADÃO CONTEÚDO
O advogado Angelo Máximo, que representa a família do pastor Anderson do Carmo, pediu a transferência de Flordelis do presídio Santo Expedito, em Bangu, onde está detida deste sábado (14).
A petição foi protocolada nesta segunda-feira (16). A informação foi antecipada pelo “O Globo” e confirmada pelo G1.
Flordelis está no mesmo presídio que a neta Rayane. Segundo o Ministério Público, Flordelis encomendou a morte de Anderson e pediu à neta que procurasse pessoas para assassiná-lo.
O pedido alega que a própria Justiça determinou a “proibição de qualquer contato entre os corréus” e que Flordelis não fique no mesmo presídio de outras rés.
Máximo afirma ainda que Flordelis praticou “coações e intimidações as testemunhas” ao longo do processo.
Embora as duas estejam em celas diferentes, o advogado afirma que Rayane tem trabalhado na faxina da unidade prisional e, por isso, pode haver risco de contato entre ambas.
Flordelis, segundo ele, deveria ser transferida para o presídio Nilza da Silva Santos, no Norte Fluminense.
6 pontos para entender o caso Flordelis
Prisão preventiva
Em audiência de custódia no sábado (14), Flordelis teve a prisão preventiva mantida e foi encaminhada o presídio feminino Santo Expedito, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.
A ida de Flordelis para o presídio feminino de Bangu causou um embaraço jurídico, já que a juíza do caso determinou que a ex-deputada não tivesse contato com outros reús. No entanto, a unidade prisional abriga a neta de Flordelis, Rayane dos Santos Oliveira, e Andrea dos Santos Maia, mulher de um ex- PM, que é acusada de envolvimento no caso em uma trama que atrapalhou as investigações.
No começo da noite, a Seap informou que as três internas que estão no Instituto Penal Santo Expedito ficarão em espaços diferentes da unidade, sem contato, a fim de cumprir a ordem judicial que proíbe contato entre a ex-deputada e as demais rés do processo.
Na segunda-feira (16) serão enviados esclarecimentos à Vara Criminal, solicitando que seja avaliada a necessidade de transferência de alguma das internas para unidade feminina de Campos dos Goytacazes.
Flordelis foi presa na noite da sexta-feira (13), em sua casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, 48 horas depois de perder o foro privilegiado de deputada federal.
Ao deixar a sua casa, a ex-deputada carregava uma Bíblia e repetia a seus familiares: “Amo vocês, fé em Deus”.
Flordelis é acusada de ser a mandante da morte do então marido, o pastor Anderson, assassinado na porta de casa em 16 de junho de 2019. Ela nega o crime.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow