11.1 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Idosos do Retiro dos Artistas são os primeiros a receber a dose...

Idosos do Retiro dos Artistas são os primeiros a receber a dose de reforço contra a Covid no Rio


Até o dia 10, campanha é voltada para quem vive em instituição de longa permanência. A partir do dia 13, imunização será por idade. Idosos do Retiro dos Artistas são os primeiros a receber a dose de reforço no Rio
Idosos que vivem no Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, foram os primeiros a receber a dose de reforço contra a Covid na capital.
Até o dia 10, a campanha é voltada apenas para quem mora em asilos. A partir de 13 de setembro, a imunização será por idade, iniciando pelos que têm 95 anos ou mais (confira abaixo os calendários).
Os idosos costumam ter imunidade baixa. Muitos já estão com a proteção reduzida contra a Covid e voltam a ficar mais vulneráveis. Por isso, a importância da dose de reforço.
Hoje, aqui na capital, as pessoas com mais de 60 anos ocupam mais de 60% dos leitos destinados ao tratamento da doença.
Para quem mora no Retiro, foi dia de comemorar.
“Uma coisa nova pra fazer o bem, a gente fica esperançosa”, disse a escritora Hyarea Amaral, de 97 anos.
“Me faz sentir mais digno de mim mesmo, me faz sentir responsável, um ser pertencente ao lado civilizado do planeta”, falou o ator Jaime Leibovitch, de 74 anos.
“Tô ajudando a fazer o bem”, disse o cenógrafo Ayrton Coutinho Carvalho, de 88 anos.
“Eu tava ansioso por essa dose que sedimenta”, contou o ator Paulo César Pereio, de 81 anos.
A decisão da Secretaria Municipal de Saúde foi priorizar os mais velhos.
E, diante da falta de novas remessas de Pfizer para a primeira dose, a prefeitura não consegue retomar o calendário dos adolescentes. Pelo segundo dia seguido, ficará suspensa nesta quinta-feira (2) a imunização.
O Ministério da Saúde enviou, na terça-feira (31) à noite, vacinas apenas para aplicação da segunda dose.
Foram 112 mil doses de Pfizer e 90 mil AstraZeneca.
O Ministério da Saúde informou que não garantirá doses para os estados e municípios que adotarem esquemas vacinais diferentes do que foi definido no Plano Nacional da Imunização.
Nesta quarta, profissionais da Educação das redes pública e privada do município receberam a segunda dose da vacina.
Um pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alerta que a circulação de pessoas pela cidade do Rio voltou a patamares pré-pandêmicos.
“As pessoas vacinadas criam um pouco a ideia de que já que elas estão com o seu esquema vacinal completo, seja de 2 doses ou dose única, que elas podem voltar a circular livremente. Só que isso não é verdade. Primeiro porque elas não estão isentas da possibilidade de ter formas brandas da doença e, sobretudo, elas não estão isentas da possibilidade de se infectarem com o vírus e transmitirem para pessoas que ainda não têm esquema vacinal completo”, diz Raphael Guimarães, pesquisador em Saúde Pública do Observatório Covid-19 Fiocruz.
Além da vacina e do distanciamento, ele defende uma outra medida muito eficaz no combate à Covid: a testagem da população.
“Eu não tô sabendo reconhecer as pessoas que estão circulando livremente, de forma assintomática, e que estão transmitindo. (…) Só consegue reverter esse quadro se a gente aumentar a testagem populacional (…) pra que a gente consiga identificar quais são esses bolsões de transmissão para que a gente consiga bloquear a circulação do vírus”.
Segunda dose de CoronaVac suspensa
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio informou que a partir desta quinta-feira (2) vai suspender a segunda dose da CoronaVac por falta de vacina. A aplicação será retomada assim que chegarem mais doses.
A secretaria disse que aguarda a entrega de 330 mil doses de CoronaVac correspondente às vacinas já entregues pelo Butantan ao Ministério da Saúde. Informou ainda que não estoca vacinas e todas as segundas doses são calculadas mediante a previsão de entrega dos contratos.
A segunda dose da AstraZeneca e da Pfizer está mantida.
LEIA TAMBÉM:
Casos de delta saltam de 6% para 86% no RJ em dois meses, aponta estudo
Fiocruz alerta para aumento da Covid-19 no município do Rio
Por instabilidade, Rio adia para o dia 15 exigência de comprovante de vacina
Calendário de vacinação para idosos que vivem em instituições de longa permanência
Reprodução
Calendário de vacinação no Rio para idosos em geral
Reprodução

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow