18.2 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Rio monta esquema especial para atender população vulnerável durante onda de frio

Rio monta esquema especial para atender população vulnerável durante onda de frio

Duas unidades ficarão abertas 24 horas por dia para atendimento social e encaminhamento de população para abrigos. Também foi retomada a campanha do agasalho da prefeitura. A Secretaria Municipal de Assistência Social do Rio informou nesta quarta-feira (28) montou um plano emergencial para proteger ainda mais a população vulnerável durante a onda de frio intenso na cidade.
Segundo o órgão, duas unidades da rede – o Centro POP Bárbara Calazans e o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) Maria Lina de Castro Lima – funcionarão excepcionalmente 24 horas por dia para atendimento social e encaminhamento da população em situação de rua aos abrigos da Prefeitura.
A secretaria afirma que nos dois centros também estarão disponíveis alimentação, água e peças de combate ao frio, como roupas e cobertores.
Também foi anunciada pelo órgão a criação emergencial, com readaptações na rede, de mais 100 vagas nos três principais abrigos da cidade, na Taquara, Ilha do Governador e Paciência.
Nesta quarta, ainda foi reaberta a Campanha do Agasalho, que no dia anterior distribuiu 1 tonelada de itens de inverno nos abrigos da Prefeitura. As caixas itinerantes que estavam nas estações do BRT estão sendo colocadas nos dois prédios da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova, para que os funcionários municipais também possam doar.
Veja outras campanhas do agasalho no Rio
Os 14 CREAS da Assistência Social, espalhados pela cidade, receberão as doações da população do Rio. Enquanto o CREAS Maria Lina e o Centro POP Bárbara Calazans estarão de portas abertas para a solidariedade ao longo do dia e da noite. São necessários, além de roupas de frio, sapatos e meias.
Além disso, as equipes de abordagem dos CREAS e o Serviço Especializado em Abordagem Social 24h, que já cuida do atendimento e acolhimento da população em situação de rua que está fora dos abrigos, já intensificaram seus trabalhos nas ruas do Rio com as ofertas de acolhimentos nas unidades de reinserção social. Essas equipes já tinham sido reforçadas na sexta-feira, (23), e trabalham em três turnos, de manhã, à tarde e à noite.
Serviço
Ficarão abertos 24 horas até pelo menos o próximo sábado, 31, para atendimento e a recepção de acolhimento à população vulnerável:
• Centro Pop Bárbara Calazans – Rua República do Líbano, 54, Centro.
• CREAS Maria Lina de Castro Lima – Rua São Salvador, 56, 2º andar, Laranjeiras.
Previsão
A onda de frio que pode derrubar a sensação térmica para -25°C na Região Sul chegou ao Brasil nesta quarta-feira (28), com registro de neve já nesta manhã no Rio Grande do Sul e expectativa de mais neve e chuva congelada em Santa Catarina entre a tarde e a próxima madrugada. No Rio de Janeiro, o tempo instável deve causar ressaca com ondas de até 4 metros.
O RJ1 mostrou que a temperatura caiu até no bairro com fama de ser o mais quente da cidade, Bangu, na Zona Oeste.
Moradores do bairro mais quente do Rio contam que também faz frio em Bangu

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow