18.5 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Seap apreende cinco celulares em revista em presídio de milicianos na Zona...

Seap apreende cinco celulares em revista em presídio de milicianos na Zona Oeste do Rio


Material apreendido foi enviado para a Draco. Revistas em unidades prisionais virou rotina após a mudança no comando da Secretaria de Administração Penitenciária. Celulares foram apreendidos no presídio Bandeira Stampa, em Gericinó, na Zona Oeste
SEAP/Divulgação
A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) apreendeu nesta quinta-feira (2) cinco celulares no presídio Bandeira Stampa, em Gericinó, Bangu, na Zona Oeste do Rio.
No presídio, ficam geralmente presos integrantes e chefes de milícias que atuam no Estado do Rio de Janeiro. O material apreendido foi encaminhado à Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).
Participaram da ação policiais penais da Subsecretaria Geral, Subsecretaria de Gestão Operacional, Superintendência de Inteligência, Superintendência de Segurança, Coordenação de Segurança, Coordenação de unidades prisionais de Gericinó, Corregedoria, Grupamento de Intervenção Tática, Grupamento de Operações com Cães e policiais penais da própria penitenciária.
Depois que o delegado Fernando Veloso assumiu a gestão da Seap, após a prisão do ex-secretário Raphael Montenegro, já foram feitas revistas em outras unidades prisionais.
Celulares, drogas, roteadores e carregadores apreendidos em presídio de Bangu
Reprodução
No presídio Alfredo Tranjan, também em Gericinó, foram apreendidos oito celulares, dois roteadores, 257 invólucros de uma substância aparentando ser haxixe e 42 trouxinhas contendo erva seca picada, aparentando ser maconha.
Em outra ação, realizada nesta segunda-feira (30), no Presídio João Carlos da Silva, em Japeri, foram apreendidos nove celulares, cerca de 800 gramas de uma substância aparentando ser haxixe, cerca de 1,1 kg de pó branco, supostamente cocaína, e 2,8 kg de erva seca picada, aparentando ser maconha.
Celulares apreendidos no Presídio Joaquim Ferreira, em Bangu, onde Glaidson está preso
Reprodução
Na quarta-feira (31), foram apreendidos celulares com detentos do Presídio Joaquim Ferreira, em Bangu, onde Glaidson Acácio dos Santos está preso.
Glaidson e a mulher, a venezuelana Mirelis Zerpa, são suspeitos de chefiar um esquema de fraude ao sistema financeiro nacional se utilizando de aplicação em criptomoedas sem possuir autorização para isso.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow