16 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Após Covid, Erasmo Carlos tem alta e já está em casa

Após Covid, Erasmo Carlos tem alta e já está em casa


Cantor foi internado para ser monitorado devido a idade e ser portador de algumas comorbidades. Erasmo Carlos comemorou os 70 anos de vida e 50 de carreira em show no Theatro Municipal do Rio, em 2011
Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo/Arquivo
O cantor Erasmo Carlos, 80 anos, teve alta médica nesta segunda-feira (6), no Rio. Ele foi internado após ser contaminado com Covid e ser encaminhado para o Hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade, por recomendação médica por causa de sua idade e ser portador de algumas comorbidades.
“Erasmo recebeu alta hoje e já esta em casa. Já passou por mais esta”, disse Leonardo Esteves, o filho do cantor, ao G1.
A alta médica do cantor era esperada para esta segunda (6) já que, durante toda a sua internação, ele teve boa evolução do quadro. Além disso, a data batia com o final do ciclo da doença, que foi comunicada pelo cantor para os seus fãs no dia 26 de agosto, mas começou a dar seus primeiros sinais dias antes.
O cantor foi internado no dia 29 e, segundo sua assessoria, o fez para ter um monitoramento mais atento da doença por causa de sua idade e ter algumas comorbidades.
“Ele foi internado no Hospital Barra D’or no Rio de Janeiro, mais por precaução, pela idade e pelas comorbidades. Segue sem febre e com os exames clínicos com melhora acentuada dia a após dia”, informou a assessoria em nota no (1).
Mulher do cantor também se contaminou
A mulher de Erasmo, a pedagoga Fernanda Passos, 32, também se contaminou com a doença. Ela contou ao G1 que está se tratando em casa.
“Ele está estável e reagindo bem ao tratamento, sem nenhum agravamento do quadro”, disse ao site na quarta-feira (1).
Fernanda e Erasmo: vacina foi fundamental para quadro leve de Covid
Reprodução/Redes sociais
Fernanda pontuou ainda que a vacina foi fundamental para que ela e o marido não desenvolvessem quadros graves da Covid.
“A vacina foi muito importante para ele, e para mim também, para a doença vir mais branda. Testei positivo pouco depois dele, mas estou bem”, disse.
‘Torçam por mim’
Na terça-feira (31), o perfil do instagram do cantor Erasmo Carlos, 80 anos, informou que ele precisou ser hospitalizado para tratar da Covid. A internação foi feita no domingo (29).
“Gostaríamos de informar que o Erasmo precisou ser hospitalizado para continuar tratando a infecção por Covid. Ele está em observação e tendo todos os cuidados que precisa para vencer a doença. Agradecemos muito a torcida, orações e carinho de todos os amigos. Continuem vibrando positivo”, dizia a postagem.
Erasmo Carlos testa positivo para Covid no Rio
Na quinta-feira (26), Erasmo usou o mesmo canal para falar que tinha se contaminado com a doença , mas que estava bem, se recuperava em casa e que estava no terceiro dia de isolamento, como recomendaram seus médicos.
Erasmo falou ainda que já tomou as duas doses da vacina contra a doença, em maio desse ano, e que isso deve garantir sintomas mais leves da Covid.
“Oi, gente. Mesmo mantendo todos os cuidados, inclusive vacinado duas vezes, testei positivo para a Covid. Já estou no terceiro dia de confinamento, como mandaram os meus médicos, e peço para que todos torçam para passar rápido”, disse ele na mensagem do vídeo.
A legenda do post ainda ganhou uma mensagem de “Vacina urgente para todos! Se cuidem, se vacinem e torçam por mim”.
Erasmo é um dos grandes entusiastas da vacina, e vem cobrando autoridades em suas redes sociais para que enviem mais doses para o Rio de Janeiro, onde mora, já que os estoques têm sofrido com escassez.
Um dos grandes nomes da Jovem Guarda e maior parceiro musical de Roberto Carlos, Erasmo completou 80 anos em junho desse ano. O cantor tem mais de 600 músicas em seu nome e revelou, em entrevista ao JN, que continua criando.
Cantor já foi vacinado
Erasmo Carlos tomou as duas doses da vacina contra Covid. Nenhuma vacina oferece proteção de 100% contra doenças, mas todas reduzem o risco de infecção, hospitalização e morte, principalmente depois da segunda dose.
É importante lembrar que vacinas funcionam, mas não são infalíveis. Ainda assim, apesar de a probabilidade de infecção após a vacina ser pequena, quanto mais a doença estiver circulando, maior é o risco de o imunizante falhar. Por isso a necessidade de vacinar o maior número de pessoas possíveis o quanto antes.

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow