16 C
Canoas
Home Rio de Janeiro Identificado suspeito de atirar e matar jovem e criança de dois anos...

Identificado suspeito de atirar e matar jovem e criança de dois anos em Barra Mansa


Segundo a Polícia Civil, Guilherme Resende do Nascimento é considerado foragido. Crime aconteceu em julho, no bairro Paraíso de Cima. Polícia identifica suspeito de ter atirado e matado jovem e crianaça de dois anos em Barra Mansa
Redes Sociais
A Polícia Civil de Barra Mansa (RJ) identificou o homem suspeito de ter atirado e matado o menino Ycaro Miguel Sigilião dos Santos, de 2 anos. Segundo os agentes, Guilherme Resende do Nascimento é considerado foragido.
O crime aconteceu em julho, no bairro Paraíso de Cima. Na ocasião, testemunhas relataram que o suspeito chegou em um carro e atirou contra Anderson Leite Antero Miranda, de 21 anos, que seria o alvo dos disparos e que também foi baleado. Um dos tiros acabou atingindo o menino.
A criança chegou a ser socorrida e levada para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. Um dia depois, o jovem baleado também morreu.
De acordo com as investigações da Polícia Civil, Guilherme do Nascimento esteve no bairro Paraíso de Cima para se vingar de uma agressão feita a um parente dele.
Um mandado de prisão temporária foi expedido e a polícia pede a colaboração da população para localizar o suspeito. Quem tiver alguma informação pode ligar para o número (24) 3328-4863.
Entenda o caso
Ycaro Miguel, de dois anos, morto por bala perdida em Barra Mansa
Arquivo Pessoal/Andreia Sigiliao
O crime aconteceu na Rua Geraldo de Paula, no bairro Paraíso de Cima. Após ser atingido pela bala perdida, Ycaro Miguel Sigilião dos Santos foi levado para a Santa Casa.
Na ocasião, a unidade médica informou que “a criança chegou ao hospital com parada cardíaca e que foi realizado procedimento para reversão do quadro. Porém, ela não resistiu e faleceu ainda na noite de sábado”.
Já o jovem foi levado para o Hospital São João Batista, em Volta Redonda, cidade vizinha. O suspeito fugiu após o crime e a polícia deu início as buscas.
Família pede justiça
Após a tragédia, a família da criança pediu por justiça. A avó do menino, Andreia Sigilião, lamentou a perda do neto e relatou que ele era uma criança feliz, que “sorria o tempo todo e que adorava dançar”.
“O meu netinho foi embora, dessa forma, estupidamente. Queremos justiça. Que eles [policiais] capturem esse cara e que ele pague pelo que ele fez”, lamenta Andreia.
“Ele sofreu tanto quando nasceu de seis meses e pouco. Era uma criança tão feliz, adorava dançar. Quando botava uma música, como ele dançava. Sorridente o tempo todo”, relembra.
Clique aqui e siga o G1 no Instagram
VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow