11.1 C
Canoas
Home Rio de Janeiro PM apreende arma de brinquedo, 8 facas e 51 celulares durante varredura...

PM apreende arma de brinquedo, 8 facas e 51 celulares durante varredura na linha férrea do Rio


Objetivo da operação é coibir furtos que prejudicam funcionamento do serviço. Nos últimos dias, Supervia precisou suspender circulação dos trens várias vezes. Grupamento de Policiamento Rodoviário faz varredura na linha do trem
A Polícia Militar apreendeu uma arma de brinquedo, facas, celulares e outros materiais durante uma varredura na linha férrea do Rio nesta segunda-feira (6).
Policiais e agentes da prefeitura saíram do Maracanã e foram até a Mangueira.
Confira o balanço da operação:
1 arma de brinquedo
8 facas
51 celulares
7 tablets
50 maços de cigarro
50 isqueiros
Além das apreensões, construções de tapumes e lonas foram desfeitas e entulhos foram removidos.
No Jacarezinho, a poucos quilômetros da operação, o Globocop flagrou homens queimando o que pareciam ser fios — bem perto da linha férrea.
Pela manhã, o comandante do Grupamento de Policiamento Rodoviários, major Carlos Cosenza, afirmou que a ação seria de ordenamento e que começou na sexta-feira passada nas estações da Pavuna e Belford Roxo.
“O que seria isso? Retirar os problemas que temos na malha ferroviária e atrapalha as composições. Seriam usuários de drogas que circulam pelas estações, vendedores ambulantes sem autorização e qualquer produto de furto ou roubo. Inclusive coibir o roubo de cabo que tem sido nosso calcanhar de Aquiles nesse período”, disse o major.
O material foi encaminhado para a 18ª DP (Praça da Bandeira).
O Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) contou com apoio de policiais militares do Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidões (RECOM) e agentes de órgãos municipais — Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), Companhia Municipal de Limpeza Urbana da Cidade do Rio de Janeiro (Comlurb) e Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop).
LEIA TAMBÉM:
Governo anuncia drones e helicópteros no combate ao furto de cabos na Supervia
Supervia já paralisou 862 viagens por furto de cabos em 2021; entenda o problema
Supervia tem 9 estações de trem ‘sem controle’: imagens mostram tráfico e consumo de drogas
Com paralisação nos trens, Alerj aprova projeto para que delegacia especializada apure furto de cabos
Furtos e atrasos
Por causa dos furtos que aconteceram ao longa da última semana, o ramal Japeri apresentava intervalos irregulares e atraso nesta manhã. Ainda de acordo com o major da PM, o ramal Japeri terá patrulhamento reforçado.
De acordo com a concessionária que administra o transporte, cerca de 700 grampos e meia tonelada de equipamentos de aço, importantes para circulação dos trens, foram furtados.
A SuperVIa explicou que, com o furto do material, os trens pararam de funcionar de forma automática. O contato com a torre de controle tem que ser feito via rádio, o que traz prejuízo para o funcionamento do serviço.
Serviço interrompido 4 vezes
Roubo de cabos e grampos paralisa mais uma vez Ramal Japeri
Na semana passada, a Supervia precisou suspender a circulação dos trens no Rio de Janeiro quatro vezes.
Os passageiros da Supervia passaram a conviver com constantes interrupções na circulação dos trens no estado.
Só primeiro semestre de 2021, a Supervia registrou 23 ocorrências de furtos de grampos, que somaram um total de 3.271 grampos frutados. A retirada dessas peças do sistema pode gerar riscos de acidentes graves.
Passageiros enfrentam manhã de transtornos nos trens da Supervia
Reprodução/ TV Globo
Números da crise:
Só nos primeiros seis meses de 2021, a Supervia informou que deixou de transportar mais de 2 milhões de passageiros por conta das viagens canceladas ou interrompidas no caminho em função de furtos de cabos.
862 viagens suspensas em seis meses;
2 milhões de passageiros prejudicados;
335 furtos de cabos de sinalização e energia, em 2020;
em 2021, os furtos se repetiram 364 vezes;
mais de R$ 1 milhão gasto com a compra de material para substituição dos equipamentos;
apenas 137 funcionários de segurança, o que significa que a empresa conta com apenas um trabalhador dessa área por estação;
um policial militar para patrulhar uma estação e meia e cerca de 4 quilômetros de linha férrea
Supervia acumula uma dívida de cerca de R$ 1,2 bilhão.
Supervia fecha duas estações do ramal Japeri por furto de materiais. Medida causou aglomeração.
Reprodução TV Globo

- Advertisement -

Conecte

0FansLike
7FollowersFollow